A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

sábado, 16 de abril de 2011

Uma Nova Fase



Uma nova fase de fato está parecendo para mim e por tabela para esse mísero blog, que nasceu de forma inusitada de falar besteiras, depois começou a ir ao ramo do sentimentalismo e por fim virou catálogo de filmes e peitudas. Acho que está mais que na hora dele entrar numa fase muito mais ampla e consistente.

Muitas coisas aconteceram, muitas perdas minhas e de meus amigos tiveram durante esse período... mas também ganhos como de tudo que jamais pensaria que teria jeito e agora vem com força total. A vida é assim mesmo... e como eu vi certa vez numa tirinha de um amigo meu, quem pensa que parando as coisas vão melhorar, está muito mais que enganado. E é isso que vou fazer, deixar de me queixar como fiz muito por aqui e ir para luta... viver e conviver.

Hoje, depois de muito tempo com chuvas, temos um dia de sol. Da mesma forma que nossa estrela mais importante se mostrou, é hora de eu fazer o mesmo depois de meses de escuridão. Essa parada foi realmente importante para tentar me entender e também os outros. Diferente do que muitos pensam, não culpo os demais pela minha infelicidade e sim a mim mesmo. O que posso questionar é o hábito que muitos tem de julgar antes de tentar entender... só que até isso hoje não me importa mais.

Muitos podem não acreditar, mas hoje não tenho inimigos: Percebi que a vida é complicada demais para a gente se preocupar com isso... ou melhor, a gente que complica, pois a vida por si só é muito simples... e até demais!!! Só os tolos é que não ver. Isso não quer dizer que a gente deve gostar de todo mundo, longe disso. O que quero dizer que devemos aprender a conviver... e se não conseguir aceitar, que pelo menos respeite a diferença das outras pessoas. Com certeza devo ter indivíduos que me considera como inimigo ou desafeto... só que aí é outra história, pois não posso obrigar os outros a gostarem de mim e também isso é problemas delas, eu não tenho nada ver. Afinal, quem teima em ter inimigos são pessoas mal resolvidas consigo e com a sociedade.

Devemos pregar uma vida pacífica onde podemos resolver tudo a base do entendimento, pois do jeito que o mundo se encontra, futuramente teremos uma grande crise existencial coletiva surgindo.


Aprendemos com os gatos, que tem a vida muito mais curta que a nossa, mas não se lamenta do passado e muito menos se preocupa com o futuro. Para eles o agora que importa... pois é onde que ganhamos o presente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...