A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Planeta dos Macacos - A Origem



Fui assistir um filme de uma série que não sou muito fã, mas como tem um pouco haver com assuntos que ando lendo no momento (evolução), resolvi ver. E olha... faz tempo que não vejo um filme que valeu pena 100% de ter assistido, pois esse foi muito bom. Saindo 10 anos depois do remake fíasco (que até gostei), esse Planeta dos Macacos - A Origem promete dá mais folêgo a franquia (não gosto dessa palavra... soa capitalista demais).

A história começa quando um cientista pesquisa uma nova droga para combater o Mal de Alzheimer, testanto primeiramente em macacos. Acontece que as coisas não sai como esperado e os símios terão que ser sacrificados, excerto um, filhote encontrado em uma das jaulas que é salvo pelo mesmo cientista da pesquisa. Esse bebê era filho de uma macaca com inteligência acima da média e recece como herança essa condição genética.

O cientista acabou criando e ensinando várias coisas para esse macaco que, com passar do tempo, percebe-se que ele fica cada vez mais inteligente. Entretanto será que isso vai trazer bons frutos no futuro? Só vendo o filme para saber... que pela cara do final, vai ter continuação.

E é bom que tenha, pois como já comentei aqui que nem interesso tanto pela história, imagina que é fã roxo da série? Enfim, encerro as minhas críticas de filmes que são bem simples e nem se compara aos críticos profissionais (também nem quero, pois eles são tudo uns idiotas!), entretanto posso afirmar que quem for assistir este longa não vai se decepcionar... pois vale muito a pena, eu garanto!!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

SUPER 8



Eu assisti nos cinemas um filme que aparentemente parecia muito bom: SUPER 8. E isso aconteceu quando vi o seu trailer, fazendo com que tivesse vontade de querer assistir... (malditos criadores de trailers)

A história se passa no verão americano de 79, quando um grupo de garotos de uma cidade industrial planejam fazer um filmagem caseira para participar de um festival. Quando eles resolvem filmar a noite numa estação de trem, acabam sem querer testemunhando um incrível acidente do trem de carga com uma caminhonete. Só que ao visitar os destroços, começam a perceber que aquilo não foi natural e isso fica evidente quando o exército chega e tenta a todo custo querer encobrir a verdade para os moradores dessa cidade. Posteriormente fatos estranhos acontecem e tudo parece ficar pior.

Pelo que escrevi, parece até que o filme tem uma cara de interessante, mas não é, pelo menos eu não achei nada demais. Não sei se foi porque não me deslumbro mais com qualquer coisa ou porque realmente ele é fraco. Pelas críticas que vejo na internet, acho que não.

Enfim se você quiser apenas se divertir, vale a pena, pois dá para se divertir sim... Agora se for para ver alguma coisa diferente, então nem pense em ir. Para mim só não foi a perda de tempo total por causa do vídeo que aparece no final, no finalzinho mesmo, he, he, he... Compensou tudo!

sábado, 27 de agosto de 2011

Johnny


Existe amigos de vários estilos que fazemos ao longo desta vida. Tem os companheiros, que sempre podemos contar quando estamos aflitos; os brincalhões, nunca perde a oportunidade de fazer uma piada; os leais, que nunca te abandona e sempre defende das calúnias alheias; e os falsos (esse nem precisa expecíficar). De todos esses tipos de amigos e dos derivados desses eu já tive. Entretanto, se tem um amigo que consegue está além desses, esse alguém se chama Johnny.


De jeito descolado e linguajar próprio, ele é daqueles que sempre deixa a sua marca nas pessoas que conhecem. He, he, he... já me tirou tantas vezes do sério que já perdi a conta, principalmente com piadinhas infames e comentários volta e meia, vem azucrinar. De qualquer forma, ele é único que dou a liberdade de falar o que pensa sobre mim sem questionar (teve alguns novatos que queriam ter essa mesma liberdade, mas no instante logo o coloquei no seu devido lugar). Uma amizade que mesmo nesses mais de 15 anos, continua firme e forte.

O Ínicio

Bem, conheci Johnny quando estava na 7ª série do ensino fundamental no Centro Interescolar Santos Dumont. Já fazia 2 anos que estava nesses colégio e ainda não estava totalmente acostumado (também, pudera... no ano anterior teve brigas, grupos de mal elementos entre outras desgraças), mas senti no coração que desta vez aquele seria um ano bom. E foi o que aconteceu: Conheci pessoas muito legais que por ironia do destino, acabei perdendo o contato. Pessoas como Péricles, Adilson, Laudelino e é claro, o próprio Johnny.

Falando nesses 2 últimos, nós eramos como um grupo inseparável que sempre fazía grandes coisas juntos. Lembro com nostalgia todas as brincadeiras, as conversas e as situações dentro de classe que hilário trio passava. Infelizmente, com o tempo me desentendi com um e Johnny nunca mais tive notícias depois que reprovou naquele ano.

Os anos passaram e estava eu em 1998 com as minhas novas amigas Luane e Liliane quando acabo encontro Johnny mais uma vez, que por coincidência conhece é também amigo de grande cara que conheci em 1996: Marques. Parecia que um novo trio tinha surgido, mas precisa desta vez ter um diferencial e um elo de ligação mais forte. Então foi daí que apareceu Williams, que é mais conhecido como Shurato (ou Shuratu) e a nossa mania de fazer a nossas aventuras passadas para os quadrinhos. O quarteto estava criado e precisava de um nome... No qual foi escolhido os Bad Bostas (nem sei porque foi este nome tão escatológico, he, he...)

Esta postagem é apenas uma homenagem para um amigo que sempre será...

UFC Rio: Evolução do "Vale-Tudo"



Este assunto aqui eu já conheço a muito tempo, porém nunca me pronunciei a respeito. Então, aproveitando do evento de hoje a noite, resolvi falar um pouco dele e dizer a minha opinião a respeito.

Meu 1º Contato com o Tema

Bem... a 1ª vez que ouvi falar deste esporte, mais conhecido como "Vale Tudo" foi em meados de 1994 se não tiver enganado. Foi no fita VHS que continha o campeonato de 1993. Meu pai tinha alugado e resolveu além de assisti, fazer uma cópia para gente. Na época era na base de 2 videocassetes que dava imenso trabalho, pois se por algum motivo o VHS original desse algum problema, a cópia gravaria o defeito, mesmo sendo novinha e folha.

Naquelas lutas iniciais o torneio já se chamava Ultimate Fighting Championship (UFC) e se viam um monte de artes marciais de variados estilos, onde a única regra das lutas era "não ha regras". Na verdade esse evento foi apenas um pretexto idealizado que a família Gracie queria para provar que sua arte marcial (Jiu- Jistsu) era a melhor do mundo, trazendo do Brasil que já era muito praticado o antigo campeonato de Vale-Tudo para EUA, fazendo assim ganhar notoriedade.

Ultimate Fighting Championship: A Decadência e a Ascensão

Entretanto, como era de esperar, esse "novo" conceito de luta livre não foi bem aceito e duramente criticado, chegando a se comparar com as rinhas de galo. Talvez isso aconteceu pelo fato de que essa história de uma luta sem regras não é vista com bons olhos pela sociedade americana em geral, mesmo com seu respectivo sucesso imediato. E também outras modalidades como Boxe e políticos dificultavam as tramissões, restringindo os estados e deixando no sistema pay-per-view (pague para ver). Para resolver esse impasse, com tempo os organizadores tiveram que colocar algumas regras como limite de tempo, peso e luvas... o que não agradou muito a família Gracie, que acabou vendendo a sua parte nos direitos e abandonado o torneio.

Só que com essas regras, criou-se uma modalidade nova que posteriomente se tornaria uma das mais famosas do mundo. Sem contar que agora não temos mais desafios entre artes marciais e sim lutas com lutadores que treinam vários estilos. Atualmente elas fazem o mesmo sucesso ou até mais que o boxe, onde as crianças que antes queriam ser jogadores de futebol, agora querem ser lutadores. Mesmo que esteja mais show do que um esporte e não lembre mais nada de como era os primeiros UFCs, não poderemos negar que essas mudanças se viu necessárias para que o evento pudesse crescer de fato.

UFC Rio

Hoje, essa mesclagem de arte marcial ganhará mais projeção aqui no Brasil, com nosso conteraneo Anderson Silva contra o japonês Yushi Okami. Eles já enfrentaram no passado, onde japonês se saiu campeão por causa de infração cometida pelo brazuca (sendo essa a única derrota... até agora). Quem sabe agora, teremos uma luta realmente digna para compensar, não acha? Eu particulamente não estou torcendo para ninguém, pois o que eu quero mesmo é ver esse espetáculo, he, he, he... que vença o melhor!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Assalto ao Banco Central



Eu achava que nem ía ver este filme, pois de tanto ouvi criticas negativas a seu respeito e com alguns atores globais encabeçando o trabalho, era bem provável que não prestasse. Entretanto, como nunca sou de dá 100% de crédito no que leio, resolvi pagar para ver... e tive mais uma vez a certeza: Que a crítica está errada, pois o filme é muito bom.

A película é baseado numa história real que aconteceu em 2005, onde Fortaleza foi o palco do maior roubo da história do país (a 2ª no mundo). Um assalto tão bem planejado que deixou os policiais, a imprensa e toda a sociedade atônitos. Afinal, não poderia ter sido feito por amadores e sim por profissionais, como dizia os jornais da época.

Na época do acontecimento já imaginava que acabaria virando filme, já que todo acontecimento que se prese, sempre aparece um querendo aproveitar a oportunidade para lucrar em cima. Sabe como é, o nosso mundo capitalista tem dessas coisas e Kairos nunca passa 2 vezes...

Enfim... o que posso dizer a respeito do filme é que ele foi muito legal e diverti bastante durante toda as 2 horas de exibição. Ele é mais uma prova que esse renascimento do cinema nacional, iniciado no final do século passado, veio para ficar. Só não gostei do fim, que poderia ter sido mais bem feito... mas de qualquer forma, tirando este detalhe, recomendo para todos que aprecia um pouco de nossa 7ª arte brasileira.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

Serena Kozakura



Tem vezes que temos características que faz da gente o sucesso, também pode nos salvar de enrascadas. E foi graças aos seus atributos, que essa nipônica que está fazendo aniversário hoje conseguiu se livrar de uma acusação de arrobamento de residência. A japonesa em questão se chama Serena Kozakura.

Ela é uma dessas nudelos japonesas que tem um fator não muito comum para as bandas de lá, mas que são naturais (tem gente que não acredita ainda, mas enfim...) e imensos: Os seus seios. Para se ter ideia, ela tem muito mais que muitas brasileiras que eu conheço, chegando a ter mais de 100 cm de busto.

Pois bem, em 2008, Serena ficou muito famosa no Japão quando foi acusada de ter destruído o apartamento do seu ex-namorado, alegando o motivo por ela ter visto ele com outra mulher. Disseram que a garota volumosa entrou num buraco feito na porta, onde fez toda zorra no local.

Alegando inocência, Serena falou que não tinha como entrar num buraco tão pequeno devido ao seus grandes seios. Para provar de vez, o advogado dela levou para mostrar ao juiz e o júri uma placa do tamanho do buraco que, com a fartura da garota, difícilmente ela conseguiria passar.


Depois constatar visualmente, os juízes não tiveram outra alternativa senão absorver a réu. Mas sei não, acho que mesmos com esses peitões todos ela dava para passar. No final, Serena disse que quando mais nova não gostava de ter os seios muito grandes, todavia foi graças a eles que foi inocentada... com isso a gente aprende a não lamentar das nossas formas físicas, pode ser que nos salvem de contratempo futuro, vai saber...

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

A Árvore da Vida

Adicionar imagem

Eu assisti este filme nessa semana. Confesso que não tinha nem interessado a principio sobre o tema, mesmo com um nome assim tão interessante. Via o cartaz no cinema, olhava e depois ía embora.

Até que uma amiga postou trailer dele numa rede social e resolvi ver. Achei muito interessante e tive vontade de assisti... agora, depois de ver, venho aqui e deixar a minha opinião a respeito.

Nele conta a história de Jack, de sua inocência na juventude a sua vida adulta vazia, onde tenta encontrar respostas para a maioria das perguntas que ser humano faz ou pelo menos vai fazer na sua vida: Nossa origem, o significado da nossa existência, etc. Este filme estreou em Cannes deste ano, onde foi muito elogiado pela crítica além de a Palma de Ouro.

De todo caso, vou ser sincero: Eu entendi quase nada. Mesmo acostumado com filmes assim "cabeça", pois desta vez não funcionou muito... talvez se assistir mais de uma, duas ou três eu entenda. Quem sabe o motivo seja porque fui tentar achar a solução dos meus problemas com ele, da mesma forma que fiz com COMER REZAR AMAR.

Minha opinião final? Bem... das duas, uma: Ou o filme é ruim mesmo e não acrescentou em nada na minha vida... ou sou eu que estou ficando cada vez mais demente, por não entender a informação que a película quer passar.

Acredito que a 2ª opção é a mais provável.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Meus vídeos no YouTube



Nestes últimos meses andei colocando um monte de vídeos, alguns pendentes e antigos que não arranjava tempo para coloca-los. Só que ao colocar eles, eu fiquei pensando: Por que nunca fiz uma postagem divulgando sobre ele por aqui??? Então resolvi fazer isso hoje, he, he...

Bem, apesar de já visitar esse site um ano antes, eu só comecei tem uma conta no YouTube apenas em 2006. Naquela época ele só existia apenas em inglês e eu apanhava muito para entender (bem feito, quem mandou não estudar...) e dificilmente conseguia um nome de usuário. Foi quando uma pessoa me ajudou e colocou como nome "biglui123" que achei horrível, mas depois de tantas tentativas frustadas, fiquei feliz quando foi aceito.

Hoje faz 5 anos que eu tenho ele.

Agora uma verdade precisa ser dita: Eu só queria o canal no início apenas para ver um ensaio sensual da Deusa Suprema Ellen Rocche, he, he... que é impróprio para menores e só podiam ver quem tivesse conta no YouTube. Eles fazem isso para identificar a idade do usuário (como se os moleques não burlasse essa besteira...). Fiquei vendo vídeos "proibidos" até que em 2009 finalmente tenho a minha 1ª câmera fotográfica: Finepix J10 da Fuji.

Além de tirar fotos, comecei a fazer vídeos. Esse aqui foi o 1º:


Quando viajei para o Ceará fiz um monte de vídeo por lá, como esse que meu avô está vendo tevê.


Depois que voltei para Recife voltei a fazer mais vídeos. Alguns interessantes, outros nem tanto...



Um dos últimos vídeos que coloquei foi este, no dia do Festival de Nrsimhadeva, que aconteceu em Maio.

Tem mais no meu canal, olha aí: http://www.youtube.com/biglui123

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Capitão América



Bem... ontem vi um filme que se fosse em outro tempo jamais eu viria: Capitão América - O Primeiro Vingador. Isso porque já tive a minha fase anti-americano (muito antes de virar modinha) quando era criança e boa parte da minha adolescência. Ainda bem que mudei, pois trata-se de um personagem muito importante da editora Marvel e como gosto de quadrinhos, não poderia deixar de ver.

O filme se passa na 2ª Guerra Mundial e nele conta a história de Steve Rogers onde tenta inutilmente se alistar e fracassa sempre até que numa oportunidade, vira voluntário de experiência e se torna um super soldado, por tabela Capitão América. Mesmo com um nome desses, o patriotismo gringo não é tão explorado, chegando até ser ridicularizado em algumas vezes durante a película. Também mostra como surgiu a rede terrorista Hidra e o grande inimigo do herói: A Caveira Vermelha.

Pelo subtítulo (O primeiro Vingador) nota-se que é mais um filme que faz parte do projeto ousado nos cinemas em se tratando de super heroís: Os Vingadores. Confesso que mesmo não sendo fã da Marvel, fico de cabelo em pé só de pensar neste que já tornou clássico antes mesmo de sair.

Enfim, achei o filme do Capitão muito bem feito e mostra mais uma vez de que essa onda de gibi nas telonas está longe de acabar. Ah quem diga que são eles que estão salvando a 7ª arte nos dias de hoje. Quem for no cinema assisti não vai se arrepender, eu recomendo. Quem for assistir, fique até terminar os créditos. Pois logo após tem a prévia do que vem por aí... e é claro não deixarei de comentar no blog também essas novidades quando chegar.

Outros Trecos...