A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Sotaque nordestino NÃO existe!!


Nosso "sotaque" visto pela mídia sudestina.

Agora pouco conversando com uma amiga manauara desinformada, disse pra ela que essa mania besta de colocar todos sotaques do Nordeste no mesmo balaio é coisa da mídia sudestina que acha que aqui todo mundo é paraíba ou baiano (isso na forma pejorativa). O argumento que ela me deu é porque como sou da região eu sei perceber a diferença, mas isso não tem nada a ver. Qualquer um que quer mesmo percebe essa tal diferença: um cearense fala diferente de um baiano que fala diferente de um pernambucano e por aí vai. Só mesmo sendo muito idiota para não perceber essa diferença.

Ora, ninguém pega um capixaba, carioca, paulista e mineiro e diz que eles falam sotaque sudestino, diz que cada um fala o sotaque de seu estado... Então por que raios tenho que aceitar que falo sotaque nordestino!? O meu sotaque é pernambucano...

PERNAMBUCANO!!

Ela ficou espantada porque fiquei tão aborrecido e ficou perguntando o porquê de tudo isso. Ora minha amiga nortista, se você aparecesse na tevê de forma caricata, sendo exposto ao ridículo falando com um sotaque cheio de retalhos que não representa a nenhum dos 9 estados da região com certeza não iria gostar. Se bem que, apesar de rara, a forma que se mostra o pessoal do Norte também não é das melhores. Não só do Norte, mas do Centro Oeste e do Sul... Entretanto o Nordeste a sua ridicularização é de longe a maior e... Pasmem! Pelo próprio nordestino. Se no Brasil existe o tal do "complexo de vira-lata", no nordeste esse complexo é aumentado em dobro. Estou cansado de ver de amigos e conhecidos exaltando o "sul maravilha" como se o caminho da felicidade estivesse ali.

Certa vez em 2010 quando a gente foi para Enearte em Ouro Preto, via eles exaltando a UFOP como fosse a 8ª maravilha do mundo. A universidade é boa, fato, mas nada que faça a minha perder feio, cada uma tem suas virtudes e defeitos como qualquer outra do nosso país. E falando em Ouro Preto, lembro certa fez numa conversa informal com um nativo que era da república em que eu estava. Ele começou a tirar onda com o meu sotaque fazendo o famoso "sotaque Frankenstein" que se ouve pela mídia e eu dizia pra ele que não falava daquele jeito. Então ele continuou fazendo, fazendo... Até que aí comecei a dizer que se falo daquele jeito, então ele falava que nem o "Nerso da Capitinga" e comecei a imitar o humorista: cara, ele murchou na hora. Pois é, pimenta no c* dos outros é refresco. Vai querer brincar com um profissional, ha, ha, ha...

Resumindo: quero dizer com essa postagem que essa história de sotaque nordestino NÃO EXISTE!! Será tão difícil de entender!? Agora, se tiver escrito sotaqueS nordestinoS, aí é outra história...

Outros Trecos...