A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Percy Jackson e o Ladrão de Raios



Voltando do cinema... desci do ônibus no meio do caminho, pois a pista ficou interditada por causa de uma porcaria de bloco... ô droga! Nem quando não participo, esta porcaria de carnaval ainda me atrapalha... ops! Exaltei um pouco e esqueci do assunto da postagem, he, he...

Bem... eu vi o filme do cartaz ao lado, e que pelo menos nele, parece demonstrar um filme legal... porém ao assisti-lo vi que era só uma imagem bonita. Só que não quero dizer com isso que a película foi uma droga... não, nada disso! Só foi interessante até um certo ponto.

O filme com este nome "Percy Jackson e o Ladrão de Raios" parece um título de filme tipo do Harry Potter e o estilo do filme também. Nele conta a história de Percy, em que descobre que é filho de um Deus e tal... e blá, blá, blá... e por aí vai. E por falar em Harry, Percy também é oriundo de livros, e provavelmente terá continuação.

Eu particularmente achei interessante que o enredo do filme mostra um possível futuro dos Deuses da mitologia grega, como eles estariam na época atual. Só que ao mesmo tempo me dá muita raiva porque já tive essa ideia a milênios, mas nunca amadureci por achar que nunca daria certo... bem feito! Bem... os personagens do filme são interessante, porém achei muito forçada de barra ter uma garota semideusa filha de Atena!?! Logo a Deusa virgem que, ao lado de Ártemis, nunca sairia desta condição??? Bem... liberdade poética, não é? Afinal levando em consideração a mitologia grega tradicional, Percy não existe!!

E por falar em liberdade, como Atena tava acabada!! He, he, he...

Enfim, é um filme legal, mas não traz novidade. Tem pessoas bonitas? Tem sim; Tem efeitos especiais bem feitos? Tem, mas nem todos; Acredito que a molecada vai adorar!! E quem não é moleque também, vai saber...



História Paralela:

Estava na fila do cinema, esperando tranquilamente a minha vez para comprar um ingresso, quando me deparo na fila ao lado com uma tremenda gata! Uau! E do jeito que gosto, pois ela tinha os seios bem fartos... e pôe fartos nisso! O problema é que ela tava acompanhada, um possível namorado talvez, e isso me deixou muito deprimido. Ora, nunca consigo arranjar daquele tipo para mim!? Tudo bem que era um pouco gordinha, entretanto com aqueles boing-boings!? Babei!! Além do mais, prefiro as cheinhas mesmo!

Fiquei com muita inveja do cara, que ódio! Deu vontade de roubar para mim, mas como provalmente nunca mais irei ver-la, fica apenas na vontade!

Bandidas



Mês passado foi exibido na televisão um filme muito legal: Bandidas. Eu já tinha visto nos cinemas numa sessão muito tarde, pois demorei muito para assistir e já estava na última semana, onde só tinha uma sessão de noite. Ele tem uma história bem engraçada, apesar de ter o roteiro um pouco fraquinho. Mas até parece que o pessoal assiste este filme por causa disso, he, he, he... eu mesmo só fui ver por causa da Salma Hayek que é uma tremenda boazuda e Penélope Cruz também é gostosa, hi, hi...

No roteiro, as duas garotas de origem um tanto diferente, unem-se para tentar reaver o dinheiro de uma e terras roubadas da outra. Ursupadas pelo mesmo indivíduo que aparentemente está agindo com ordem de um banqueiro americano. E elas fazem isso... roubando!? É estranho isso, mas é isso que elas fazem. E como fazem, he, he... é como diz neste mesmo cartaz ao lado na versão em português:

"Você não vai querer fugir delas"

Outra coisa interessante é a participação de Edgar Vivar o eterno "Seu Barriga" do seriado Chaves. Ele faz uma participação especial como um dos banqueiros no filme, muito bom! Só isso faz merecer este DVD ser comprado por mim... fico pensando porque demorei para pensar nisso?!

Talvez neste ano ainda compro o DVD.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Galo da Madrugada!? Será mesmo!?!



Não ía perder mais tempo falando deste lixo, mas em homenagem aos meus queridos fãs anônimos que me "elogiaram" tanto na postagem do "Odeio Carnaval: Galo da Madrugada", resolvi falar novamente desta festa "maravilhosa"...

Bem... estou eu tranquilamente em casa num Sábado aproveitando as minhas férias quando resolvo dá uma zapeada no que está passando na televisão. Só que tem um detalhe: É um Sábado de Carnaval!? Eca!!!! Então já viu a programação qual é. Por mais que eu procure, sempre passa a mesma porcaria... uma porcaria chamada "Galo da Madrugada".

Ora... esse galo de madrugada não tem é nada, já que a tempos se tornou um vagabundo por só aparecer a parti das 10 horas da manhã. Sem contar que este ano parece mais um moleque mijão. Talvez fizeram deste jeito em homenagem ao bilhões de mijões que perfumam todos os dias e deixa aquela aroma "gostoso" na nossa Veneza brasileira. E no carnaval, onde esses "perfumadores" mais aparecem. E até mulheres eu consigo ver com mais facilidade agora... afinal, direitos iguais para ambos sexos.

E mijar em qualquer lugar também faz parte dos direitos.

Agora, eu acho que esse pessoal das emissoras são um bando de burros... quem gosta de Carnaval, que infelizmente são muitos, vai ficar em casa vendo tevê!?! Vai pra essa festa inútil, ora!! Mas será que vale a pena, comprometer as vezes até o sono para ter mais tempo para curtir uma festa que já faz tempo que perdeu seu significado e duvido muito que exista alguém mesmo com conhecimento que ainda se lembre de qual é!!

Eu antes pensava que não gostava mesmo de Carnaval, porém percebi que não é bem assim. Pois se isso fosse verdade, não ia gostar de frevo de bloco, maracatu, das fantasias... e tudo que é legal. O que eu não gosto é de confusões, assassinatos, mijões e a insegurança que aumentam muito nesse período. Da mídia que deixa você refém mesmo não querendo participar, além de está quase tudo fechado. Isso sem contar a importância exagerada que o governo dá para uma festa que hoje torno-se fútil, enquanto outras coisas realmente mais importantes são ano após ano deixados de lado.


Não quero mudar o gosto da maioria dos brasileiros, principalmente os pernambucanos... e muito menos tenho esse poder. Porém se por um momento consegui fazer as pessoas refletirem o que de fato estão comemorando mesmo, nem que seja por um minuto apenas, então tudo que escrevi aqui cumpriu o seu objetivo.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Spice World - Só para Fãs!!



Estava já para dormir quando de madrugada passa um filme que a tempos eu não via: Spice World. Apesar do sono forte que estava sentindo (coisa rara), resolvi assisti-lo novamente. E vou dizer:

QUE FILME RUIM!!!

Não querer cuspir no prato que já comeu (o queria comer, he, he, he...), porém agora mais velho, percebo como o filme era um caça-niqueis tremendo. Só que não foi por falta de aviso, porque todas as pessoas que a detestavam falavam isso na época. Acho que como era um fã daqueles bem pesados, não percebia muito isso. E até me lembro que cheguei a me estranhar com um funcionário de uma locadora, que tinha dito que o filme era uma porcaria. He, he, he...

O meu passado me condena!

Mas falarei um pouco do filme, eu acho... se conseguir. Bem ele conta a rotina das garotas com seus compromissos de artista como shows, entrevistas, fotos... e blá! Blá! Blá! Enfim como "seria" o mundo das Spice Girls. Tirando isso um monte clichê de um monte de filmes, cada uma "interpretando" personagens caricatos e um "vilão" que manda um desses fotógrafos paparazzo tirar fotos comprometedoras das garotas, conseguindo assim "queimar o filme" das garotas. Ou seja, o filme não tem nada de interessante para quem não é fã, a não ser pelo fato que elas atiraram pelo pé ao mencionar, no tom até profético, o futuro delas com carreiras solo fracassadas. O que eu custava acreditar na época, vejo agora com tom de ironia. Pois foi que fato aconteceu... enfim, não tem como dar crédito para aquela película.

Bem... como o próprio título da postagem diz: "Só para Fãs". Já que até eu, que adorava o filme e devo ter visto várias vezes a 12 anos atrás, percebo hoje como ele é difícil de digirir agora. Acho incrível como uma coisa pode ser tão legal numa idade e parecer um tormento quando temos outra. Só bem que... se eu achasse o DVD do filme, eu compraria com certeza!!

He, he, he... fã é assim mesmo!

domingo, 7 de fevereiro de 2010

O Triste Destino do Imperador Alcides



Ontem de tarde recebi um telefonema que aparentemente não estava afim de receber: Ligaram para mim dizendo que um amigo meu tinha sido... assassinado!?! Mais como!? Como aconteceu??? Levei um susto tão grande que nem tava preparado... quero dizer, nunca ninguém está preparado para isso.

Em toda a minha vida, apesar de saber que isso é possível, nunca passei por essa experiência antes. Demorei para "minha ficha cair" que nunca mais verei meu amigo. Alguém que tanto trabalhou duro para vencer, não merecia um destino assim.


Eu conheci Alcides a 4 anos no Prevupe, um pré-vestibular feito pela UPE. Passamos no vestibular da Federal no mesmo ano: 2007. Ele de sorriso sempre, nunca cheguei a ver-lo triste nos poucos momentos que convivi com sua graça. Seu carisma conquistava a todos... é uma pena que teve um fim tão triste.

A última vez que conversamos, foi quando peguei um ônibus para ir por centro da cidade... foi uma conversa boa e acabei dizendo as minhas bobagens que sempre falo para todo mundo, he, he... e ele ouvia tudo com o maior prazer. É uma pena que nossa amizade não teve tempo de se amadurecer mais, pois acredito que ele era mais amigo meu do que eu dele. É irônico isso, a gente se preocupa tanto com quem não se preocupa com a gente e os que se preocupa, a gente ignora. Mas acho que isso é o mal de todo ser humano. Ele merecia um amigo melhor...

Vendo o seu exemplo, sinto vergonha de mim mesmo por sempre não lutar pelo meus sonhos, correr atrás dos meus objetivos como ele tanto fez... talvez nesse momento eu faça uma refleção sincera e comece a dá valor das coisas que eu já tenho. Mas enfim: Espero que tenha proteção divina no outro mundo!

Vá em paz, Alcides... meu amigo!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Contagem Regressiva para os 30!



Hoje eu completo 29 anos, mas nem me sinto com esta idade. E isso já fez eu ver como uma coisa boa ou ruim. Tenho uma amiga que passa pela mesma situação: Já fez aniversário e nasceu no mesmo ano que eu. Como é mais velha algumas semanas, fico a zombar dela por eu ser mais novo, he, he, he... e como no próximo ano ela vai completar 30 anos, terei um breve momento para tirar onda com sua cara, hi, hi, hi...

Pois é, já que falei nisso, a verdade é que este ano será mesmo uma preparação para o meu outro aniversário, no qual farei 3 décadas de existência aqui neste mundo. O que antes parecia tão distante quando criança, agora bate logo a minha porta. E só bastam 12 meses... no instante isso vai passar... todavia a esta altura da minha vida, a idade não é o meu maior problema e sim se terei ainda boa saúde nos meus próximos anos.

Nunca levei a sério a minha saúde até hoje, porém tenho receio se daqui pra frente terei a "sorte" de pegar alguma doença destas pesadas que assolam a humanidade. Vou começar a me preocupar mais com a minha alimentação, praticar exercícios físicos e fazer exames médicos regularmente todo ano. Era para ter feito essa programação antes...

Mas acredito que ainda é tempo de começar!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

500 Dias com Ela


Rapidamente entrou nos meus favoritos!!

Hoje fui ver um filme no Recife depois de muito tempo sem ir lá... e acabei indo sozinho, pois a pessoa que tava pensando em convidar, não podia ir. Foi até melhor, pois não sei se conseguiria olhar para ela depois do final da sessão. Isso porque me interessei pela história porque o personagem central vive o mesmo drama do que eu: Apaixonado pela amiga, mas não é correspondido. E tentando entender o meu caso, resolvi ver-lo.

O filme conta a história de Tom, um rapaz que trabalha fazendo textos para cartões comemorativos, e os 500 dias que ele passa com Summer: uma encantadora garota que ele conhece no trabalho e com quem se apaixona perdidamente. O problema é que ela, apesar de gostar de sua companhia, não está interessada e isso o deixa bastante deprimido.

A película, como li nuns sites por aí, tá mais pra uma comédia romântica destinada ao público feminino. Porém isso não é problema para mim, já que disseram que sou... é... romântico!? Pelo menos mostra um lado no homem que sempre é omitido em livros, filmes e sociedade: os sentimentos.

Achei a história interessante e muito divertida a forma como mostra os 500 dias dele indo do céu para o inferno, deu até para perceber o porquê de que eu não me dou bem em relacionamentos. Talvez por idealizar demais com a pessoa amada um mundo perfeito, sem saber se vai rolar alguma coisa ou não. Identifiquei muito com o personagem em algumas cenas, mesmo estando agora um pouco mais cauteloso...

Espero ter um pouco mais sorte que ele.

Curiosidade: O nome do filme em inglês é "(500) Days of Summer"... e Summer é Verão. E foi todo o Verão que durou o romance do azarado protagonista com a Summer do filme. Pena que o trocadilho não funciona na nossa a língua, aí teve que alterar o nome do filme mesmo.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Deusa Suprema Glacial



Indo embora para casa, vejo um cartaz que deixa bastante interessado: Ellen Rocche em mais uma propaganda da Glacial. Ela como sempre perfeita demais, não é toa que o cara da foto está menos interessado em sua namorada (que até é gostosa) e só tem olhos para Deusa Suprema.

Bem, não bebo e pelo jeito nunca beberei cerveja ou qualquer tipo de bebida alcoólica. Todavia tenho que admitir que graças a elas, tive os maiores prazeres da minha vida ao assistir comerciais interessantes e divertidos com um monte de gostosas, he, he... E Ellen é um exemplo perfeito disso.

Eu já comentei aqui no blog, mas vale para refrescar a memória: A 1° vez que vi a Ellen Rocche, foi num comercial de cerveja com um cachorrinho. Naquela época tava muito pra baixo e muito mais anti-social do que habitual. Todavia posso dizer que, ver aqueles poucos momentos de beleza Superior, fez com que tivesse mais fé na vida.

Agora, depois de um tempo, a Deusa Suprema volta brindar sua Beleza Absoluta, mas agora em outra marca de cerveja. Engraçado que teve um deputado babaca que queria acabar com estes tipos de comerciais em que associam bebidas alcoólicas (principalmente cervejas) com mulheres. Ora, nunca bebi por causa da influência disso e não será agora que comecerei a beber. Deixa as gostosas ganhar seu dinheirinho em paz!! É a única coisa que me liga a este tipo de drogas lícitas e que me deixa feliz.

É tão difícil admitir um erro?


Admitir um erro é uma das maiores dádivas que uma pessoa pode ter, pois por mais que a pessoa tente, seu orgulho pede para que não. Sem contar que este mesmo orgulho faz com que a gente pense que admitir um erro parece um dos maiores indicadores de fraqueza. Sempre senti isso quando admitia que errava, porém acreditava e ainda acredito que se errou, tem que assumir. Só que isso aparentemente não é o problema maior, até deixa o meu coração aliviado.

O que incomoda mesmo é quando os outros estão errados e não admite isso.

Certa vez... na Lan House que sempre vou, um individuo pegou um dessas caixas de sucos que se vende por aí e ao terminar de beber, deixou ela no chão e deu uma tremenda pisada... coisas típicas de criança... que um dia até eu já fiz. Nada contra a brincadeira, porém a intenção e o local abafado é que foram lamentável. Levei um tremendo susto e não podia deixar isso em branco e fui reclamar do erro. A pessoa nem ligou para as minhas reclamações e ainda ficou zombando, perdi foi meu tempo. Vi que quanto mais o tempo passa, ainda continuo o mesmo, não mudo por mais que eu tente. Talvez quando tento provar em que estou falando sério, este que é o problema, já que por tantos momentos mostrando outro humor, isso sempre fica difícil.

Em outra ocasião... olhando um perfil no ORKUT de uma amiga, achei algo errado no nome de um dos seus filmes: O subtítulo de Pulp Fiction estava escrito "Tempo de Revolta" ao invés do já conhecido "Tempo de Violência". Comentei meio de brincadeira que algo estava estranho, mas nem aí. Cheguei até comprar de presente o DVD... e também nada! Por fim comentei por telefone sobre o erro e ela disse que prefere a sua tradução!? Tradução!?! Mas como??? Se o subtítulo só existe em português. E não é a tradução de "Pulp Fiction"... enfim, não me convenceu.

Mas acredito que o problema maior é eu, por se preocupar tanto em convencer as pessoas quando estão erradas. Se não querem admitir, azar... não posso ficar triste ou aborrecido por isso, pois não posso esquecer da serenidade. Se admito quando estou errado, que bom! Mas não devo me preocupar em mostrar isso para todo mundo, as pessoas não são cegas.

E nem me gabar também.

2012: Tremendo Abacaxi!!



Hoje assistir um filme que pensava ser melhor: 2012.

Minha irmã falava com tanta empolgação que pensava que prestava, mas na verdade, é uma tremenda porcaria!! Filme ruim demais... história furada, mal apresentada e muito forçada... ainda bem que não fui ver em um cinema convencional, para gastar uma nota nisso aí. (Cinema do Parque presta para isso)

Bem... o filme não tem muito o que dizer: Ele aproveita mais uma dessa data apocalítica que existe por aí. E a bola da vez foi a civilização Maia. Essa civilização fez previsões até a data "21 de Dezembro de 2012". E como era de se esperar, a industria cinematográfica resolveu ganhar uns trocados em cima... mas bem que podia ter feito um roteiro mas bem elaborado. Se fosse como "O Dia Depois de Amanhã", que teve uma história mais fechada, eu acho... e mais possível.

Enfim... não esticando mais, pois não sei muito desta história mitológica, falo que é uma tremenda perda de tempo e não recomendo para ninguém. Agora, digo que só teremos a "certeza" de que tudo isso do filme será possível daqui a 2 anos, he, he, he...

Aí talvez eu retorne para essa postagem caso permaneça vivo... ou não!

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Inaldo Moreira N° 3



Hoje fui na Federal para ganhar de brinde o CD de Inaldo Moreira, que entregou pessoalmente. Ele tem um programa "Roda de Choro" na Rádio Universitária AM das 8 às 9 horas da manhã. É este da foto, que é o n° 3. (também tenho o 1 e 2)

Ora, foi graças ao seus Cds que comecei a ficar de Choro, o ritmo muito bom... já fui em cerestas no bairro do Recife com os meus amigos e gostei bastante. Pena não ter ido em mais...

Os CDs e o programa de Inaldo Moreira são muito bons e recomendo a todos. Queria ter tirado uma foto junto com ele, mas cheguei muito em cima por causa do trânsito e por pouco não o encontrava.

Para quem não mora em Pernambuco, pode escutar pelo site: http://www.tvu.ufpe.br/ e clicar no link da Rádio Universitária AM 820 khz para ouvir.

Outros Trecos...