A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Finalmente... Azul


Depois de anos tentando, consigo a sonhada prova azul.

No último Sábado e Domingo fiz mais uma vez o ENEM, o Exame Nacional do Ensino Médio. Fiz tantas vez que já perdi a conta. Desde que em 2014 abandonei o meu curso na UFPE que não terminava nunca, comecei a fazer o exame todo ano.

Acontece que fazia só por fazer, nunca estudava... Por isso que a deste ano será a última que faço assim. Na próxima ou eu estudo ou nada feito.

Mas voltando, eu nunca conseguia a prova azul. Sempre pega mais a rosa ou amarela. Entretanto neste Domingo a sorte bateu em minha porta. Eu finalmente tenho essa prova, que legal!!!! Ha, ha, ha... Se bem que de azul mesmo agora só tem a capa, não tem as páginas de dentro coloridas, só o branco.

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Ser pobre querendo Jogos...


Jogo de Cavaleiros continua caro, mesmo na promoção.

Sabe, desde que comecei a jogar pela plataforma Steam, vi aquela vontade de jogar videogame voltar como nos velhos tempos. O problema é que no momento não estou empregado e mesmo com promoção, alguns jogos estão com um preço muito caro para meu orçamento.

Um desses jogos é o mais recente de Cavaleiros do Zodíaco: Alma dos Soldados. Ele é o primeiro jogo totalmente dublado em português com os dubladores originais brasileiros (ou a maioria), um sonho desde da minha adolescência nos anos 90. Tudo bem que o jogo não lá essas coisas, se alguém for apenas pelo jogo em si, não vejo muita vantagem... Entretanto pra quem é fã da série e fã de dublagem, recomendo e muito.

Um dos motivos de querer comprar um Playsation 4 era justo esse jogo. O triste é que nas lojas está custando em torno de 200 reais (ou estava, pelo menos no seu lançamento) e até parece que vou pagar esse preço por um jogo, nunca fiz isso na vida. Aí que conheci a Steam e a ideia de comprar um videogame novo foi abortada, pelo menos por enquanto. E quando soube que Alma dos Soldados é um dos jogos disponíveis na plataforma, fiquei bastante feliz.

Só que o jogo mesmo lá ainda está muito salgado, com seu preço normal de 160 reais. E para uma mídia apenas digital num jogo que poderia ser bem melhor (como usar a trilha sonora original do desenho por exemplo), esse preço não funciona para mim. Só que agora ficou por 40...

Pensei, pensei... e vi que tenho que me controlar, não posso ficar comprando todo jogo que aparece em promoção na Steam. Apesar de tentado, 40 reais pra mim ainda não dá, vou perder essa promoção desta vez. É muito triste isso, ha, ha, ha... Acho que vou aproveitar que aquela minha fase de baixo astral finalmente passou para agora focar na ideia de ganhar dinheiro. Espero que apareça uma outra promoção do jogo no futuro...

domingo, 9 de outubro de 2016

DB Super cada vez mais Tenso


Uma das cenas mais tensas do episódio 63.

Dragon Ball Super quando apareceu eu não me empolguei muito. Afinal, fazia pouco tempo que tinha assistido nos cinemas o filme "O Retorno de F" que apesar de interessante, não empolga muito. Na minha opinião e de muitos é que Goku e companhia já deu o que tinha que dar. Mas mesmo assim dei uma chance para série nos primeiros episódios. Vi o primeiro, o segundo.... ZzZzzz!!

Cara! Que chatice... Principalmente porque os episódios eram os últimos dois filmes que foram lançados recentemente nos cinemas. Aí deixei pra lá...

Só começaram a aparecer sagas inéditas e muita gente comentando e falando bem que comecei a me interessar novamente, apesar de não assistir, apenas ver os vídeos de vlogs dedicados à Dragon Ball. E quando começou a saga atual (Goku Black), resolvi acompanhar e não somente ouvir os comentários a respeito nos vlogs. E vou dizer: VALEU A PENA!!! A saga tá muito massa, deu até vontade de ver os episódios anteriores (até os chatinhos inspirado nos 2 filmes).

E o que me fez escrever esta postagem foi o episódio 63: na madrugada do dia de hoje eu fui assistir o episódio como é de costume... Só que desta vez fiquei muito tenso, pois o que acontece na origem de Goku Black é de deixar qualquer um abismado. Não vou contar spoiler, mas posso dizer que aquilo que Black e Zamasu conta vai deixar Goku muito irritado e explosivo. É bom para mostrar para aqueles que criticam o Goku do Super dizendo que ele está somente infantil (como se na outras sagas ele também não fosse) e nunca aparece realmente sério.

E falando em Zamasu, que carinha miserável, hein!? Com certeza já entrou no Hall dos vilões de Dragon Ball mais maldito que a série já teve. Futuramente (espero) irei falar mais a respeito dele e desta saga.

Quem ainda não acompanha a série, eu recomendo que acompanhe porque vale muito a pena!

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Barbara Batgirl


A bonequinha que daria de presente.

Nesses últimos anos fiquei mais em casa refletindo a minha vida atual: dos erros que cometi e do caminho que seguir. E foi nesse período que, em 2015, uma amizade virtual nasceu da mesma forma que meses depois morreu: Barbara Batgirl.

Por volta de maio do ano passado estava olhando coisas antigas que a tempos não usava na Internet. E foi numa dessas coisas que encontrei seu perfil num dos meus grupos de quadrinhos pela web. Na época ela usava a sua própria imagem, mas com esse nome da personagem da DC Comics. Fiquei curioso e fui fuçar seu perfil. Além de (é claro!) imagens da personagem Barbara Gordom, tinha muitas fotos reais suas e vi que era muito bonita, gata mesmo!!

Então como não quer nada comecei a puxar assunto com essa menina e vi que ela era muito simpática. Receptiva, ficamos horas e horas conversando, até por webcam. Acho que passou semanas seguidas em que quase todo dia conversava com ela. Depois de um tempo parecia que a conhecia de anos de tanta afinidade que existia conosco. A gente conversa de tudo, de quadrinhos, músicas, relacionamentos... Até que aconteceu nessas conversas um certo "clima" entre a gente, todavia eu deixava tudo nas formalidades. Afinal, ainda tava me recuperando de frustrações anteriores. E isso aborrecia tanto ela que perguntava o porquê de eu ser assim. Eu dizia que seria um atraso na vida dela e que merecia alguém melhor e menos complicado.

Sabendo disso ela insistiu em saber o porquê de achar que eu seria um atraso para sua vida. No início hesitei, procrastinei o máximo que podia... mas acontece que ela insistiu tanto, tanto... que eu pensei "por que não?" - Então tive a coragem que nunca tive com ninguém antes, nem com pessoas mais próximas tinha feito:

DE CONTAR TUDO!!!

Bonequinha da Batgirl. 

Sim, contar tudo sem censura de todas as cagadas que fiz na vida ao longo desses anos (mais precisamente 2009 ~ 2014). Arranquei do meu peito todas as aflições que estavam no meu peito apodrecido por tanto tempo. É claro que ficou toda horrorizada. Coitadinha, ela não merecia isso... É complicado contar problemas muito íntimos para pessoas que não tenha uma empatia muito apurada, ou pior, que meses antes nem sabia de sua existência. Mas não vou mentir: eu sentir um enorme alívio da primeira vez de ter alguém para contar tudo, tudo mesmo. De qualquer forma depois de ver sua reação, decidi que ela foi a primeira e última pessoa que fiz isso.

Queria visita-la, tanto que comprei numa rede de restaurantes que vendia os personagens do Batman uma bonequinha da Batgirl. Pensei que era o presente perfeito para ela... mas aí era tarde, pois esse encontro nunca aconteceu.

Depois teve outras tretas (que prefiro não contar aqui) que acabou a amizade de vez. E assim mais uma vez uma menina ficou com raiva de mim. Engraçado que, diferente das outras vezes, não fiquei tão pra baixo. Acho porque desde o início não quis me apegar por precaução, fiz bem. E assim uma amizade que começou de forma inusitada, acabou da mesma forma. É uma pena, eu gostava mesmo dela e realmente queria conhecer pessoalmente...

Talvez se tivesse conhecido 15 anos atrás, a realidade da gente seria outra. Acho que foi isso: conheci a pessoa certa no momento errado. Pelo menos terei a bonequinha para toda vez que eu quiser lembrar dela.

Batgirl agora tem outro significado para mim.

Sabe o que é curioso? É que antes a tal personagem do universo do Batman nunca me interessei. Tirando um quadrinho aqui e ali, raramente parava pra saber de sua história. As únicas coisas que sabia (por alto) era dela ser filha do comissário Gordom e por causa do Coringa tinha ficado paraplégica, usando assim cadeira de rodas. Agora essa personagem terá um significado diferente para mim, principalmente toda vez que olhar para essa bonequinha que era um presente, mas agora ficou pra mim mesmo:

Da menina da web que usava a alcunha de "Barbara Batgirl".

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Halley


Ganhou o nome de um personagem que ganhou de um cometa
que ganhou de um astronômo.

Já faz 30 anos que o cometa Halley passou por aqui. Eu apesar dos meus poucos cinco anos de idade, lembro meio que vagamente do acontecimento.

Tá, e por que falei esse blá, blá, blá todo? Simples! Porque tenho um gato chamado Halley e ontem fez quatros anos que ele foi operado.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Big Lui em outros lugares... (WordPress)

Big Lui em outros lugares... (Tumblr)

Outros Trecos...

  • Declaração Tardia - Pode mesmo!? Então lá vai: quando te vi no final do Anima Recife do ano passado esperando o ônibus na parada, eu me interessei por você por ter seios far...
    Há 6 meses
  • Voltando a praticar... - Depois de muito tempo, volto a desenhar. É triste que não consiga desenhar tanto como antigamente, talvez pelos vários problemas pessoais que tive nos últi...
    Há um ano
  • September Carrino - Falar de outra peituda? Bora... e a de hoje se chama September Carrino. Quando descobri de sua natureza, seu aniversário já tinha passado. Então, aprovei...
    Há 5 anos