A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

2010 (Epílogo)



Esta aqui é a última postagem do ano. Um ano em que dediquei muito a este blog... até demais, já que aqui acredito foi a única coisa da minha vida que andou... ilusões amorosas, vida acadêmica em declino, amizades substimadas... tudo que aconteceu de ruim neste ano... ou boa parte dele foram contadas ao longo das grandes postagens que enfeitam as páginas em 2010. Talvez seja por causa dessas coisas que eu acabei cortando o cabelo.

E falando nele, não era minha intenção cortar-lo, pelo menos este ano. Mesmo que diga que não, com certeza foi por influências externas que acabei fazendo isso, mostrando assim como eu ainda sou fraco. Enfim... sentimentos como inveja, rancor e decepção ainda permeiam o meu coração... pensava que já estava livre disso, mas na verdade só assumir que tinha e não fiz nada para combater. Até que isso é uma boa coisa, já que nessa sociedade hipócrita que vivemos, dificilmente alguém admite suas fraquezas, pois se assim o fizer, corre risco de ser engolido pelos outros. Eu por pouco fui...

Todavia nestas últimas semanas lendo as postagens antigas em que envolvia os meus sentimentos nelas, percebi o quanto fui negativo ao longo destes 2 anos mesmo que na teoria queiria mudar. E isso na verdade é apenas o reflexo de toda uma vida voltada em pensamentos negativos. Agora percebo o porquê a minha vida em nada está andando... sou muito pessimista, ninguém quer ficar perto de um, parece ridículo mas finalmente a ficha caiu. As pessoas se afastaram de mim não porque eu quis ou porque elas não gostam de mim. Elas se afastaram porque sou muito chato!! Credo!!! Nem eu se pudesse queria ser amigo de mim... bicho chato pra caramba!!!! He, he, he... um pouco de humor para melhorar o meu astral é válido.

Neste momento, estou preste a completar 30 anos e isso também me incomoda. Tive a mesma sensação quando estive perto de ter 20 anos, ficava olhando para atrás e não vivia o presente. Agora o meu passado aumentou e agir assim não adiantou de nada, pois ninguém pode evitar ou parar o tempo, afinal tudo que nasce tem que envelhecer... e o máximo que posso fazer é aceitar. Na verdade devia ficar feliz por chegar a essa idade, já que muitos que nasceram no mesmo ano que eu já não está entre nós por diversos motivos. Por isso quero que essa nova década que espero viver eu passa a ter uma nova ótica sobre a vida, não chegar em 2020 e ter as mesmas frustações que tenho agora e tive em 2000. O tempo continua a passar e não perdoa ninguém. Então quero viver estes próximos 10 anos de um jeito como nesses quase 30 não vivi. O lance é esquecer os erros que eu já fiz e começar a viver, mesmo que ainda exista alguém que tente me lembrar deles, não vou me abater mais com isso.

Hoje quero ter amor próprio, fazer e pensar do jeito que eu quero, ja que não adianta nada mudar para agradar os outros, pois no final para eles nunca é suficiente e a única coisa que acontece desagradar também a mim. Se é para agradar alguém, que seja eu, independente das reações negativas ou afastamentos que isso pode acarretar... quem é amigo de verdade fica próximo nos momentos felizes e principalmente nos tristes ou de adversidade.

São promessas de fim de ano que pelo menos desta vez quero que se torne realidade, como num dia em que uma pessoa muito especial desejou para mim no ínicio deste ano.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

1 Ano sem Vovó



Hoje faz um ano que a minha avó partiu. Um ano de muita tristeza que queria que nem existisse.

Um ano em que a minha mãe ficou mais fragilizada do que já é. Um ano em que eu fiquei sem reação para vida e nem com vontade de lutar, se sentindo um fraco.

Que saudade da minha vovó: Lembro muito bem que ficava escandalizado por númerosos palavrões, agora tenho saudade até quando ela me mandava tomar naquele lugar. he, he, he... como a minha "Grandmother" sabia xingar! Talvez por que (quase) nunca eu falo palavrão.

Vendo a casa sendo reformada agora depois tanto tempo, fico pensando como seria a sensação da minha avó ao ver a casa da sua filha ficando tão bonita. É triste, mas nunca saberei qual será esta sensação. Ela precisava ter visto, para alegrar o seu coração cansado e amargurado, além de animar sua filha e seu neto que aqui escreve.


E por falar nisso, analizando todo o meu histórico neste mundo, percebo que eu não fui um péssimo neto, porém perdi uma boa oportunidade ser um ótimo. Enquanto ela ficava internada, perdia o meu tempo com problemas mesquinhos e egoístas ao invés de dá assistência. Acabei não resolvendo eles e acabei perdendo a minha avó quando ela mais precisava de mim.

Agora não há para se lamentar mais e sim lembrar dos momentos únicos juntos em sua companhia. Momentos que passava na Casa da Vovó, casa que mesmo ausência, ainda é lembrada com o mesmo nome.

A melhor forma de retribui a minha presença aqui na Terra é vivendo, deixando para trás todas as tristezas, rancores, desilusões e outros sentimentos negativos.

Aprendendo com os erros e seguir em frente, pois se for para lembrar de alguma coisa, que seja as coisas boas da vida... como amigos, parentes, pai, mãe, tio, tia, avó, avô... tudo que um dia a gente esquece, que são lembrados muitas vezes quando é tarde demais para corrigir, mas o que nunca irei esquecer é da minha avó, onde estiver. Um ano de muita saudade... que parece nem que passou.

Deixou este mundo, mas sempre será lembrada por todos que amou.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Luiza Gottschalk



Bem... o programa tosco A Fazenda acabou, mas só agora para mim alguns mistérios foram finalmente revelados.

Fiquei duvidando da qualidade deste programa, pois colocava um monte de gente que nem sei que é e passava o tempo todo mostrando as bundonas das garotas de um jeito que parece mais o SBT ou até a Globo (como a Record mudou de uns anos pra cá...) com confusões dignas de uma Casa de Artistas ou um Big Brother.

Enfim, não vou desviar para assunto, pois o motivo de escrever essa postagem é outro, ou melhor... outra:

Luiza Gottschalk

Certa vez estava passando na sala quando parei para ver esta menina de cabelo loiro colorido de rosa (que nessa foto está milhares de vezes melhor do que no programa). Achei bem estranha e queria saber de onde foi que saiu esse treco. Perguntei para minha mãe quem era ela e o que fazía... como esperava não soube responder.


Depois de um tempo, mais precisamente ontem, estava a toa vendo vídeos e pesquisando a esmo pela internet. Bem, eu não me lembro como cheguei a ela, mas a dúvida de sua natureza foi logo revelada para mim, que deixou bastante chocado: Luiza era uma das apresentadoras do antigo canal Play TV.

Como isso foi possível? Como uma garota que era tão linda, simpática e... muuuuuuiiitooooo gostosa consegue ficar daquele jeito como se apresentou neste programa rural. Com aquela voz doce e corpo escultural, nunca pensei que ficaria tão esquisita. Quem duvida que um dia ela já foi assim do jeito que estou descrevendo é só olhar esta foto antiga ao lado.

Luiza estudou Artes Cênicas e faz parte de um grupo teatral. Participou no G4 Brasil, um programa que falava de jogos eletrônicos como Playstation 2, XBOX e outras plataformas de última geração na época; depois foi para um canal já mencionado (Play TV) onde apresentava clipes e entrevistava personalidades ao mesmo tempo em que jogava com as mesmas.

Eu que não sou de esquecer um rosto, pela 1ª vez na vida falhei em reconhecer um!?! Fiquei muito triste e decepcionado, afinal eu sempre tive uma "tara" por ela, acompanhando todos seus programas que passava na extinta emissora de games. Mas pensando bem, é melhor ter ficado sem saber mesmo.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Cintya Ximena



Bem... esta aqui eu conheci a 2 anos: Cintya Ximena. Foi numa turma de Psicologia da Educação 6 em que eu e mais 2 amigos estava adiantando. Nessa turma tinha muita gente de Geografia e Cintya é uma delas.

Não vou omitir que a 1ª aspecto dela que me fez notar foi sua beleza e formosura. Muito bonita e difícil de querer deixar de olhar. Quantas aulas eu perdi por só ficar admirando-a, he, he... depois "forcei" uma aproximação e com tempo viremos amigos.

Eu sei que vou dizer agora é puro clichê, mas é verdade: Com o tempo, Cintya mostrou que não é apenas um rosto e corpo bonito, é uma pessoa muito amável e de papo muito legal. É uma pena que nunca aceitou os meus convites para sair, mesmo como amigo... uma coisa que me deixa bastante triste! Mas enfim, acredito que um dia terei uma oportunidade.

Ela vai se formar este ano e infelizmente não posso dizer o mesmo, pois atrazei demais o meu curso e nessa altura do campeonato nem sei se ainda permaneço nele. De qualquer forma fico feliz por ela que entrou no mesmo ano que eu e vai se forma no tempo certo. Hoje é seu aniversário e por isso faço essa postagem em sua homenagem, como todo o meu coração!!! Parabéns!!

sábado, 25 de dezembro de 2010

20 anos do meu Master System



Gente quando diz que o tempo passa, não que ele passa mesmo!? Já faz 20 anos que meu pai comprou o meu querido e fantástico videogame Master System. Ah! Que saudade daquele momento... lembro muito bem onde foi comprado: Numa loja muito conhecida do Shopping do Recife, tinha um monte.

Estava eu ansioso para um novo videogame e sempre ficava "namorando" os aparelhos que outros íam comprar. E a cada dia que se passava, mais aflição eu sentia de não possui-lo, uma frustação sem limites.

A história era o seguinte: Estamos em Dezembro de 1990. Uma onda de novos videogames assolava a Vila Brigadeiro Ivo Borges, vila onde eu morava. E o Atari não agrava tanto como antigamente. Por isso eu e meus irmãos suplicavam tanto para o meu pai comprar um videogame novo. Depois de tantas súplicas, meu pai finalmente comprou o videogame que ía mudar a minha história para o resto da minha vida. Amo o meu Master System!! É claro que depois tive videogames melhores como o Mega Drive e o Saturn que eu gosto também, porém com esses a alegria não foi a mesma do estado lúdico que aquele bichinho me proporcionou. Algo semelhante quando conheci Alzerni Etna ou vi Ellen Rocche pela primeira vez na tevê.

Nesses 20 anos, conheci pessoas, amigas nasceram, outras cresceram... aconteceram coisas, para o bem ou para mal... e meu videogame continua firme e forte. Tem horas que dá vontade de voltar a ser criança, viver naquele sonho que a gente acredita nunca acabar!!

Viva o Master System!!

PS: Coloquei esta postagem neste dia por ter sido um presente de Natal e também porque não me lembro qual foi o dia de Dezembro que meu pai comprou. Tentei até descobri indo para loja (que ainda existe) para ver ser tinha o histórico de compras nos arquivos, porém o gerente me disse que depois de 5 anos, esses históricos são jogados fora. E esta foto não é do meu e sim de um outro que encontrei no SuperHeroCon, talvez um primo distante... em breve colocarei uma foto do próprio aqui.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Tron: O Legado



Uma continuação depois de 2 décadas pode ter certeza que deve ser evento primoroso. E com esse espírito que fui ver Tron: O Legado. Gostei muito do 1º filme (apesar que faz tento tempo que nem mais sei da história dele) e resolvi ver a sua continuação. Escolhi como versão a 3D por se tratar de uma produção com este tipo de tecnologia. Fui ao Shopping Recife que até pouco tempo atrás não tinha este tipo de sala.

No 1º filme, Kevin Flynn é um jovem engenheiro de softwares da empresa ENCOM, que teve suas ideias usurpadas por um colega de trabalho. Tentando desmascarar-lo, tentou invadir a empresa no qual foi demitido, mas acabou sem querer indo para o mundo digital tendo ficado preso na grade e ter que enfrentar um ameaça muito maior: MCP (Programa de Controle Mestre), que queria dominar todos os computadores. Com ajuda de um programa chamado Tron, conseguir escapar da rede e deletar MCP, evitando assim uma grande catrástofe.

Depois de sair da grade e destruir MCP , conseguiu provar sua inocência e tornou-se o Vice-presidente da empresa onde trabalha: ENCOM. Junto com seu colega Adam Bradley, tornou-se a empresa multimilonária além de tornar o acionista majoritário. Flynn continuou a trabalhar secretamente na grade e fazía muitas experiências de teletransporte no mundo digital até que fica misteriosamente preso em 1989.

20 anos se passaram quando Bradley recebe uma estranha mensagem de seu bipe: Aparentemente parecia de ser de seu amigo desaparecido, mas ao invés de ir, sugere que Sam, filho de Flynn, vá em seu lugar. O rapaza vai e descobre que o sinal vinha de um atigo fliperama abandonado de seu pai, mais precisamente de um antigo arcade chamado "Tron". Da mesma forma que Flynn, o seu teletranportado para grade, onde muitas surpresas o aguardam. E a história seguie mais ou menos assim: Filho tentando encontrar pai e não deixar que o clone dele, chamado Clu, domine o mundo digital e consiga sair para o mundo real.

Sinceramente não vi muito efeito 3D nos óculos: Não sei se é porque talvez o filme foi feito em 2D e adaptaram para 3D ou se de fato a sala que eu estava era muito ruim. Os óculos fazia muito reflexo nos momentos mais cruciais do filme. Acho que o único ponto positivo foi de terem feito o ator do filme original, então com 61 anos, ficar mais novo digitalmente na pele de seu programa Glu, já que programas não envelhecem. E também por ter como trilha sonora o som de a dupla francesa Daft Punk, que também fizeram uma pontinha no filme, da mesma forma que em Interstella 5555, outra obra com trilha sonora da dupla.

Resumindo: Eu esperava mais, fiquei muito ansioso, ansioso demais para esperar um final que no mínimo foi muito sem graça. Tudo bem que o personagem Tron é como Akira, o personagem que dá nome ao filme que mal aparece, só que nesta continuação, sua presença é quase nula. Bem... não digo que foi perda de tempo total porque gostei bastante da ideia de trazer de volta a história de um filme muito antigo e por usar todos os atores originais para essa sequência. Falando nisso, é bem provável que terá continuação.

Se vai ser daqui a 20 poucos anos, só o tempo dirá.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

A Rede Social


Ganhar o mundo, mesmo que pra isso atropele outros. 

Ontem eu fui ao cinema assistir este filme. Afinal é o assunto que me interessa muito já que nos últimos anos esse tema é que mais permeia na minha vida. Conta-se a história da origem do Facebook, site de relacionamento muito popular em todo mundo. Conta a trajetória de Mark Zuckerberg, que de um completo zé mané, torna-se o mais jovem bilionário do mundo. Também conta de sua picaretagem contra seu sócio e colaboradores, que resultou em ações judiciais que ele enfrentou e... perdeu.

Tudo começa com um tremendo fora que Mark recebe de sua namorada (também pudera, cara tabacudo da peste, que ver o filme vai entender o porquê) e como represália, cria um site em que escolhe as mulheres mais gostosas de sua faculdade para os alunos votarem. O lance resulta no congestionamento na rede em que os servidores caem.

Com isso ele foi punido com 6 meses de suspensão. Mas isso chama atenção de 2 gêmeos brutamontes remadores, querendo se dá bem no CDF, contrata para criar um site de relacionamentos dentro da Harvard. O bobão de língua nervosa aceita na hora o serviço, mas de bobão não tem é nada, fica só cozinhando os 2 patetas, mas o amigo "Tails" dele. Mark também tinha o seu "Tails", ele se chama Eduardo Saverin, porém na época ele quem era o "Tails" de Eduardo, pedindo esmola sempre do brazuca cheio da grana.

E assim começou uma sociedade aparentemente sólida, até que Mark conseguisse andar com as próprias e chutou a bunda de Eduardo, como se chupasse uma laranja só deixando o bagaço, da mesma forma que o falecido cantor Mano Júnior foi pelo apresentador ex-gordo agora com cara de doente Faustão.

Para não contar muito porque filme é bom e merece ser visto, Mark consegue outros para ajudar e chuta outras bundas até ficar o que o seu site é hoje. Enfim, gostei do filme por ser bem dinâmico e com uma história muito envolvente. Deu até uma vontade de ser empreendedor e colocar as ideias em prática. Mas vou dizer: Se tivesse uma ideia boa, mesmo que baseada de outras pessoas, eu também monopolizava totalmente, nem que para isso tenha que passar a perna nos outros, pois no capitalismo é assim:

Ou você dar a rasteira ou então leva uma!

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Especial: Enearte em Ouro Preto


Hoje faz 3 meses que eu fui ao Encontro Nacional dos Estudantes de Arte, em Ouro Preto.

Demorei muito para escrever aqui porque não tive tempo para isso e só agora pude fazer uma postagem decente para este evento. Bem, foi uma experiência muito boa, já que foi a 1ª vez que sair de região nordeste. (Isto se não contar quando minha mãe foi para formatura do meu tio em São Paulo e eu era um feto!)

A Delegação de Pernambuco saiu da Federal no dia 17 de Setembro para chegar Domingo dia 19 na Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), local do evento. Depois de 2 noites numa viagem de ônibus... digamos... não confortável e conversas furadas de gente mala cobrando "favores" ridículos, eu dei graças a Deus quando finalmente chegamos. Mas só que tem uma coisa: O lugar é muito frioooooooooooooo......... quase tive um treco. Tudo bem que já tinha sido avisado... só que uma coisa é saber e outra é sentir na pele, he, he, he... com certeza nunca mais reclamarei do frio que se faz no inverno do meu estado. Mas depois de um tempo acabei me acostumando e vou dizer: Estou até com saudade agora.

Além desse clima gelado e névoa densa, lá também tem uma paisagem muito bonita que encantou a mim e os demais colegas que foram junto nessa empreitada. Foi muito bom conhecer as instalações da UFOP, fazer as oficinas e conhecer alunos de artes de outras partes do Brasil, chegando até fazer novas amizades. Mas de todos, quem ganha em hospitalidade foi o povo de minas. Se percebe isso neste vídeo que eu fiz na República chamada Saideira, local onde boa parte da minha delegação ficou:


Muito engraçado, deu para curtir, tirando é claro essa mania besta de se auto-ridicularizar que os pernambucanos tem nessas horas e certas zombarias dos mineiros daí fizeram ao nosso respeito (mas fazer o quê, Sudestino é assim mesmo).


Eu aproveitei o tempo livre para fazer um pouco de turismo pela cidade. E neste momento foi que pude conhecer melhor algumas pessoas que tinha pouco contato e que agora são meus amigos.

Muito legal esse tempo está com a galera de Cênicas (que são maioria desta foto), pois foram os melhores momentos da semana: Passamos no Horto, cidade histórica e igrejas que ficarão na memória. Agradeço a todos a ótima companhia que vocês me propuseram... nunca esquecerei desses momentos tão legais.

Só que nem tudo foi felicidade nesta viagem. Como era de se esperar, teve alguns contratempos...

Por exemplo: O que nesta semana me desagradou muito foi aguentar uma certa pessoa querendo me ensinar o que devo ou não fazer. Absurdo isso, nem saiu de fraldas e quer tratar como se eu fosse uma criança que não teve mãe... pois é, agora entendo porque as porcarias dos Reality Shows dá tanta confusão, já que praticamente vivi em um. Engraçado como a impressão da gente muda quando convive uma semana junta no mesmo quarto com uma pessoa que antes só passava alguns momentos do dia.

Também tive que ouvir (de novo) certas lições de moral de outro que não tem moral alguma, e que pior: Foi para Ouro Preto para cair na gandaia e aumentar ainda mais os enfeites de sua consorte. Mas cada um faz o que quer e eu não tenho nada com isso (desde é claro que não me venha cobrar coisas que nem para si faz...)

Mas isso nem foi o pior, já que são apenas problemas pessoais que qualquer um pode ter. Coisa bizarra mesmo foi essa que vou contar agora:


No último dia da Enearte foi o momento das plenárias, reunião que se discuti os prós e os contras do evento, para assim melhorar no próximo. Fiquei envergonhado pois não tinha quase ninguém da minha delegação para nos representar, que coisa!

Só que vexame maior for ter que ver a minha universidade tirar sua candidatura de ser sede do próximo encontro dos estudantes, já que não tinha a presença dos responsáveis que a colocaram nessa encrenca. Explico: Na edição anterior que aconteceu em Salvador, 3 estudantes da UFPE teve a "brilhante" ideia de inscrever sua universade para ser sede do evento edição 2011. Uma atitude lovável se antes tivesse comunicado aos demais. Acontece que nenhum dos 3 se mexeram depois e por sinal nem lá tava, já que um se formou, outro não veio e o único presente desta vez tava chapado demais com coisas ilícitas em outro local.

E nem com membros do DA se pode contar, já que um tava muito bicado e o outro foi passear de trenzinho... se não fosse por Thiago (vulgo: Coelho) para colocar a cara a tapa de uma coisa que não fez , sairiamos do evento envergonhados ainda mais. Depois o povo reclama da Federal que não tem nada... hipocrisia pura!! Coelho falou de todos os problemas e o porquê de Universidade Federal de Pernambuco não ter condições de realizar o Enearte. Ainda bem que o pessoal aceitou as desculpas e a UFRN, que seria nossa concorrente para sede, teve condições para realizar-lo... mesmo que a poucos dias tenha sido confirmado isso.

Só que os problemas não acabam aqui: Pois depois, meus colegas de Cênicas foram questionar aos organizadores do evento a forma como foi colocada a sua Oficina no evento... só que os participantes da plenária não entenderam a queixa e taxaram o pessoal de má vontade e preconceito. Os alunos tentaram se explicar, mas foi pior... não deram mais a palavra e ainda foram ameaçados pelo segurança do evento... rídiculo isso. Ainda bem que eu estava lá para registrar um pouco da confusão:


Felizmente depois de tanto reclamar, os alunos da UFPE tiveram o seu Direito de Resposta. Acho que eles entenderam... mas senão, de qualquer forma tem os meus vídeos para provar que eu e meus amigos tem a razão. Agora o engraçado é depois ter que ouvir críticas de gente que nem tava lá para apoiar nossos colegas, pois como já disse antes, estava "fazendo uma coisa importante" que era passear de trenzinho. E quando vem saber da história, vai logo julgando antes de ouvir-la toda. Pois é... tem gente que acha que ser membro de um DA é só para enfeite...


Enfim, tirando esses deslizes, eu gostei muito de ter ido para este evento. Pena que não encontrei com meu amigo Adriano, aquele fuleiro!! He, he, he... poderiam ter feitos muitas palhaçadas juntas e eu conhecer um pouco mais de Minas Gerias. Mas tudo bem, de qualquer forma não tinha muito tempo mesmo, afinal como já disse antes: Foi só uma semana.

E por falar nisso, queria ter tido mais tempo para poder conhecer mais coisas como os 12 Apóstolos de Aleijadinho. Não tive ninguém para ir junto comigo, que puxa! E eu não iria sozinho num lugar que nunca fui, não é mesmo? Já que só andando pelas redondezas da UFOP, de vez em quando eu me perdia no caminho para voltar para República, he, he, he... então não iria arriscar!

Na próxima vez que voltar em Minas irei ver tudo isso como mais calma... só espero que não demore tanto para acontecer, hi, hi... se depender de mim, em 5 anos apareço de novo! O problema é arranjar uma graninha para isso...

Bem... o Sábado chegou e era hora de ir embora, e mesmo assim o povo faz festa.


Agradeço a todo o pessoal da Saideira, que foi muito hospitaleiros com a gente.

Bem... é isso! Demorei para postar aqui, mas em compensação fiz uma postagem considerada!! Eu gostei muito da experiência e espero está na próxima Enearte no Rio Grande do Norte.


Pois bem... isso é tudo!!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Outro aniversário de Kerry Marie



Como nome da postagem já diz, é sobre outro aniversário dessa gordinha... mas se já falei dela, por que falar de novo? Simples! Por que eu sou muito fã. E como já fazia 2 anos que falei dela, nada como relembrar uma das minhas garotas mais favoritas.

E é assim porque graças a ela, abriu em mim um novo horizonte de possibilidades que até pouco tempo achava dificilmente que existia:

As Super Peitudas Totalmente Naturais!!

Foi bem numa época em que as Lan Houses não estavam tão massificadas e eu tinha que ir para o Centro da Cidade para navegar. Também foi uma época que eu via muito mais vídeos no YouTube, procurando por desenhos antigos e aberturas de novelas.

Só que depois que deparei com um menina gordinha de sorriso lindo em dos vídeos relacionados, não resistir e resolvi dá uma olhada! Vendo o vídeo tomei um susto: A tal garota linda tava testando sutiãs monstros que... pasmen! Não conseguia suportar suas mamas monumentais!? Credo!! Eu não acreditava no que via... como é possível uns seios tão grandes???? Mas depois de saber que são totalmente naturais, aí que fiquei surpreso mesmo.

Não que não conhecia garotas de mamas gigantes, todavia a maioria era tudo falsos, silicone e outras coisas que até hoje não sei o que é. Quis logo saber o nome dela: Kerry Marie. Ela sempre terá uma importância para mim, pois como já disse antes: Mostrou um mundo de mulheres de seios imensos totalmente naturais que existe ai redor do nosso planeta. Além de me encher de esperança de encontrar uma para mim, he, he, he...

Parabéns Kerry, parabéns pelo seu dia!

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

John Lennon: 30 Anos no Outro Mundo



Hoje faz 30 anos que este cantor e compositor foi forçado a abandonar seu corpo. O responsável por isso ironicamente foi atribuido por um fã seu chamado Mark David Chapman.

Isso aconteceu porque segundo o próprio assassino diz foi de querer ficar famoso e também porque não admitia o que o próprio Lennon comentou certa vez sobre a sua popularidade e dos Beatles (banda que fez parte) ser maior que a de Jesus Cristo. E como cristão não admitia tamanha heresia dita mesmo para alguém a quem ele tinha tamanha admiração. Foi preso e não demonstrou reação alguma quando a polícia chegou. Foi colocado em cela separada por receio das várias ameaças que recebeu dos outros presos fãs do ex-Beatle.

Cumpre pena de prisão perpértua desde 1980 e mesmo que depois de cumprir 20 anos ter a possibilidade a cada 2 anos de ter liberdade condicional, Chapman recusa esse benefício. Mas se um dia isso acontecer, o próprio assassino está correndo risco, pois muitos dos seguidores de Lennon já prometeram acabar com sua vida no momento que ele sair da cadeia, mostrando que filosofia de paz pregada pelo seu ídolo não tem valor algum.

Agora vou dizer... a morte de John foi causada por (pasmen!) ele mesmo. Ao criar essa atmosfera de ser especial, que tem o dom de mudar o mundo, mesmo que para isso fale blasfêmias, fazem que reações como de Chapman aconteça. E isso é um mal que muitos artistas da atualidade ainda tem. As vezes é tanta idolatria que eles esquecem que são humanos e tão frageis como os outros. John era homem bastante inseguro e sua genialidade é apenas porque fez coisas na música em que outros ainda não fizeram. Dá para notar em entrevistas e imagens antigas que ele na vida pessoal sofria complexo de inferioridade e era totalmente dependente de Yoko Ono, a ponto de colocar o sobrenome da esposa no seu. Podem até me chamar de machista, mas que ele fez não tem nada ver com gesto de amor, e sim sensação de dependência.

Agora, a japinha fica ganhando em cima de sua morte.

Não tenho nada contra o artista, que realmente junto com seu antigo grupo fez músicas realmente boas... só que não admito essa imposição que muitos de seus fãs tem a respeito de quem não gosta, como se fosse uma espécie de dogma a ser seguido e quem não faz, é um completo nada ou tem problemas. Outra ironia de Lennon: Combateu a vida inteira contra intolerância religiosa, acabou criando fãs intolerantes.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Masami Kurumada



Kurumada faz aniversário hoje. E como não ía deixar de ser, vou aproveitar para falar um pouco dele.

Masami Kurumada nasceu em Tóquio. Desde jovem, já mostrava vocação para desenhista, tendo alguns trabalhos publicados na década de 70. Seus maiores trabalhos são Ring ni Kakero, Fuma no Kojiro, B't X e principalmente Saint Seiya (conhecido também por Cavaleiros do Zodíaco) que é de longe o seu maior sucesso. Ele é muito criticado por ter os personagens com a mesma aparência e ter a histórias quases semelhantes de uma série para outra. Seria mais ou menos como ver um filme de Steve Seagal, onde se viu um, se ver todos.

Este desenho ao lado é dele e fez para promover o filme a Fúria de Titãs no Japão, a pedido do próprio diretor do filme que é fã dos quadrinhos Saint Seiya. Mesmo nesse trabalho, Kurumada não foi poupado de críticas: Falam que seu traço tá ultrapassado e não evolui. Tudo bem e reconheço que eles estão bastante certos (o meu também tem o mesmo problema, então não vou jogar muita pedra, hi, hi, hi...), mas talvez agora não há mais motivo para mudar, já que virou sua marca registrada.

Kurumada não é bom desenhista, muito menos faz roteiros bons (com raríssimas exceções). Entretanto ele tem a sua importância no mundo dos quadrinhos japoneses e principalmente aqui no Brasil, quer as pessoas concordem ou não. Sem Cavaleiros poderíamos ainda está curtindo Mangás e Animes na marginalidade como foi nos anos 70 e 80. Por isso eu dou os parabéns para Masami Kurumada:

O Mangaka mais adorado e odiado que se tem notícia.

sábado, 4 de dezembro de 2010

De seus achismos que me importa!



Depois de apanhar bastante, finalmente consegui colocar no blog a possibilidade do povo dizer o que acha das minhas postagens. Quero saber o que os meus corajosos leitores estão achando do que estou postando. Vote! Nem que seja na pior opção, he, he, he...

Fica no rodapé de cada postagem e são as opções: supimpa (
bom), tragável (médio) e besteirol (ruim). Espero que os leitores do blog gostem da novidade, pois deu um trabalho dos infernos para colocar essa mer... $#@¨%&*!? Abraço a todos.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Nadine Jansen



Essa aqui tem praticamente a minha idade, só é alguns meses mais velha do que eu. Ela foi muito importante pois muitas peitudas começaram sua carreira aparecendo no seu site. Nadine é alemã e começou sua carreira de Nudelo em 2000 no auge da juventude. Ou seja, praticamente a 10 anos atrás ela mostrava seus grandes atributos para todo mundo. Depois disso, sua vida mudou completamente, pois apareceu em várias revistas e viajou ao redor graças a sua fama de seus seios.

Por falar neles, um fenômeno muito estranho acontece, pois estão aumentando cada vez mais e em muitos de seus vídeos mostra Nadine medindo provando que aumentou. Pode ser que com a gravidez tenha desenvolvido ainda mais, coisa que normamente nas mulheres comuns tem a tendência para diminuir depois de uma gestação.

Com isso eu fico pensando (de novo) o porque de não conseguir achar uma garota assim para mim... isso me dá uma raiva! Se bem que até acho algumas assim, mas a maioria delas já estão comprometidas. Enfim o jeito admirar essas farturas anormais que encontro pela internet, he, he... fazer o quê! Talvez eu e muitos outros coitados tem que contentar-se com imagens e vídeos que graças a santa internet tenho acesso. Porém um dia irei encontrar uma para mim, he, he...

Ah! Esqueci... ela faz aniversário hoje! Parabéns, Nadine!!

Aqui tem café no Bullying!?



Bullying... ah... o bullying. Sabe... este assunto está sendo muito comentado nesses último meses e como era de se esperar, está aqui também para ser analisado... e a vontade apareceu depois que vi um dia desses um comentário meio palhaço de um amigo meu no Facebook. Ele diz que sofreu muito quando era piralho com o bullying e agora que ele está afim retribuir com os da nova geração, não pode fazer por causa de uma lei anti-bullying e... mas espere! O que é bullying mesmo?

Bem... caso você não tenha visto tevê nestes últimos meses, talvez não saiba do que se trata, mas de qualquer forma eu ía dizer mesmo, então vamos lá!

Bullying é um termo inglês que não tem tradução para nossa idioma, é tipo saudade da gente que não tem tradução para outras línguas. No caso bullying seria mais um menos aquele tipo de gente ou moleque valentão que tenta fazer os seus caprichos e enchendo o saco dos outros colegas (Ou então de porrada mesmo). Eu mesmo (e também 99,9% da população mundial) sofreu deste mal e só agora está mais evidente na sociedade que a todo custo tenta acabar. Lembro-me de uma situação em que o bando de caras tirava sarro comigo e eu emburrado ficava no meu canto. Sei de outro momento em que os moleques pegaram a minha mochila e ficou jogando para um lado e para outro, e eu tentando pegar....

Os especialistas dizem que as pessoas que praticam o bullying são na verdade gente que tem pouca baixo estima (dá para acreditar? Os caras se sentia pra baixo e enchia os outros de bordoadas para ver se melhorava... credo!) e as vezes agem assim para aparecer. O bullying é considerado uma doença tanto para quem sofre como para quem pratica. Pois tanto um como outro pode ter sérios problemas na idade adulta como isolamento, ficar violento ou então muito deprimido. Se bem que eu também sofro de solidão, aborreço fácil e só vivo depressivo... e não sofri (tanto) deste mal. No meu caso acho que os meus motivos são outros, he, he...

Enfim, assim como meu amigo de brincadeira falou a respeito desta lei, eu fico perguntando porque só agora todos acordaram para isso, se como disse antes: 99,9% sofrem deste mal... parece que todo mundo tinha a mesma impressão que o meu amigo, de descontar nas gerações anteriores.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Nelly Furtado



Hoje é aniversário de uma cantora que até pouco tempo atrás pensava que tinha quase a minha idade, mas descobrir um dia desses que na verdade ela é 3 anos mais velha do que eu. Essa cantora se chama:

Nelly Furtado

Atualmente ela faz muito sucesso, canta em vários idiomas (inclusive em Português) e faz caras e bocas com aquele olhar azul. Mas nem sempre foi assim. Lembro-me bem que a 10 atrás ela era bem quietinha e meiga, aparecendo em programas daqui do Brasil para divulgar seu trabalho... e isso sem legenda ou tradutor, pois Nelly fala bem o nosso idioma (ou falava, porque ultimamente...).

Nelly Furtado é canadense, mas também tem cidadania portuguesa, por ser filha de emigrantes portugueses que se estabeleceram no Canadá. Desde pequena, Nelly já era envolvida com a música, pois aos 9 anos já sabia tocar teclado e trombone. Quando fez 17 anos se mudou para Toronto (lugar que um amigo meu passou um semestre para ganhar "trocados"...) depois de se formar no ginásio. Para ela, Toronto é um lugar onde se encontra tudo, onde se pode ser tudo.

Nelly, como já disse antes, começou toda fofinha com a música "I'm Like a Bird" no seu CD de estreia Whoa, Nelly! em 2000. No ínicio parecia ser mais uma das inúmeras cantoras pop que inundaram a mídia no fim do século passado. Com o tempo mostro-se que é muito mais do que apenas um rostinho bonito e voz primorosa. Em 2003 ela foi mamãe de uma menina e talvez por isso que ela deu uma sumida na mídia, principalmente a brasileira. O nome de sua filha é Nevis. No mesmo ano lançou seu 2º CD: Folklore, que na minha opinião é o melhor até agora mesmo não tendo feito o mesmo sucesso que os demais. Ele tem uma pegada mais folk, como próprio nome já diz e músicas muito legais como Powerless, a minha favorita.

E agora depois de anos finalmente compro o seu 3º CD, o chamado Loose, que já sabia todas as músicas de tanto ouvir pela internet. Nesse ela usa um lado mais sensual, atitude até pouco tempo improvável de se ver em Nelly. O curioso com isso é que nenhum dos seus CDs, pelo menos os que eu tenho, tem uma sonoridade parecida. Cada um tem sua originalidade e valor, unidos apenas pela belíssima voz de Nelly. No seu último trabalho Mi Plan ela canta totalmente em espanhol. Eu espero comprar ainda este ano, pois não quero esperar 4 como foi o último que eu comprei. Agora só está faltando sair o CD totalmente em português, não é Nelly?

Parabéns pelo seu dia!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Assuntos Antigos


Quem olhar alguns assuntos deste mês que passou, perceberá que no blog tem alguns assuntos de um mês, dois meses e futuramente terá de três?!?....... sabe o que foi? Acontece é que tive muita coisa para fazer e não tive tempo de comentar aqui no blog. E eu até poderia deixar pra lá como muita coisa que era comentar e não fiz. Só que estes assuntos, pelo menos para mim, precisava ser ditos.Talvez precise fazer isso até o ínicio do próximo ano.

De qualquer forma, espero que este último mês isso se termine e eu não chegue um dia no meio do ano a comentar uma coisa que acontece no começo dele!?! Credo!

Outros Trecos...