A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Amor


Depois de um bom tempo, volto a postar sobre filmes... e este aqui era para ter postado a muito tempo, mas  por problemas pessoais já mencionados em outras postagens, só tive oportunidade de fazer isso agora. Vou aproveitar o momento que ele ganhou o Oscar de melhor filme estrangeiro para comentar.

Filmes de artes você tem que vê pelo menos 2 vezes antes de tirar qualquer conclusão 
Este filme resolvi ver por acaso, estava na Fundaj (Fundação Joaquim Nabuco) e decidi assistir o que estava sendo exibido no cinema que tem lá. E um deles era Amor, um filme com uma história bem comum, que não se ver muito nas telas. Beleza, fui lá, comprei o ingresso e... dormir. Não sei como mas não conseguia me manter com olhos abertos, mesmo eu acostumado a filmes assim, não conseguir. Sem entender nada, fui embora para casa.  Aí, em outra ocasião, resolvi dá mais uma chance para película e  decidi assistir de novo... e desta vez, escolhi uma sessão mais cedo para não ter o perigo de pegar no sono mais uma vez.

Dito e feito: diferente da 1ª vez que achei chato e sonolento, percebi a beleza que existe na história. As pessoas apenas focaliza o lado sexual ou o físico e acha que é amor... que nada, é apenas a ponta do iceberg. Amor mesmo é não abandonar a pessoa que ama quando tudo leva a você fazer isso. E é isso que se ver na história desse casal de velhinhos que tem uma cena bem marcante no final (que é claro, não vou dizer). Recomendo para todos assistir, principalmente para refleti na vida própria e naquele que se ama.

Com o prêmio do Oscar (junto com o Globo de Ouro e a Palma de Cannes), com certeza este filme ainda ficará um bom tempo nos cinemas. Essa é a oportunidade de quem não viu, aproveitem.

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Dor, a Epifania mais Antiga


Nesse dia saiu tanto sangue que tive uma epifania.

Pois é... se não bastasse a minha mãe internada, agora sou eu com problema de saúde. O que parecia apenas um inchaço numa área , começou a estourar e aparecer em outros no lugares. No começo eu não me preocupei tanto, fui ao médico e ele me receitou um antibiótico que logo fez efeito. Só que nesses últimos dias o problema voltou com mais força deixando muito mal e preocupado.

Isso está me afetando profundamente, pois a dor é tão insuportável que tive que ficar a maior parte do tempo em casa, prejudicando a já conturbada volta aos estudos. Realmente acredito que pela quantidade de falta é bem provável que serei reprovado... entretanto, não desistirei assim tão facilmente, enquanto puder ter a possibilidade de reverter o quadro, isso eu farei.

Ainda não sei o motivo que ocasionou tudo isso, visto que sou um marmanjo velho sem dinheiro e muito menos sem plano de saúde, mas quando tiver oportunidade tentarei descobrir indo... sei lá, em algum hospital filantrópico. No momento o problema se instabilizou novamente e agora espero que desta vez seja em definitivo. O que aprendi com isso? Que a saúde é importante e que a gente só dá valor quando se perde... mas isso é tão natural quanto morrer, infelizmente o ser humano é assim mesmo e não aprende nunca.

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Ano Novo Chinês


Foto do cartaz (ignore o meu amadorismo)

Depois de 2 anos sem ir, finalmente volto a participar do ano novo chinês no templo budista de Olinda. Este ano é o ano da serpente. Tinha chamado Isa, que até teve um interesse inicial em ir... mas por causa de uns lances, ela acabou não querendo ir mais.

Tudo bem, fui sozinho mesmo...

Como era de se esperar, o Templo estava lotado, onde mal dava para andar direito. Teve os mantras comuns e os especias do dia. Tinha vontade de gravar, mas a minha câmera está com problema já faz um tempo. Espero que até o próximo ano novo, eu já tenha uma bateria nova que a tempos preciso comprar.

De tarde teve apresentações de Artes Marciais, dança além de voz e violão. Ganhei uma lembrancinha da mestre... pena que não tive sorte no sorteio. Teve família que levou 4 prêmios e eu sozinho não ganhei absolutamente nada, ha, ha, ha... mas tudo bem, o que vale é participar. Que este ano novo da serpente seja um bom ano, farei de tudo para isso.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Renato: Uma partida inesperada...


Dias antes, Renato tinha acabado de se formar

Já faz alguns dias, mas ainda está difícil de acreditar. Tento imaginar que na verdade isso foi só um pesadelo, entretanto ele é bem real do que se pensa. Meu primo (de coração) teve sua vida ceifada na última Sexta Feira. Revoltante é que ele estava no seu local de trabalho quando foi pego de surpresa por um elemento que estava fugindo da polícia e ao deparar com Renato, deu 2 tiros na cabeça do coitado.

Felizmente a polícia conseguiu deter o bandido, mas o problema é que ele é de menor, então é bem provável que logo logo estará solto novamente. Não sou a favor de abaixar a maioridade porque não adiantaria de nada, pois os bandidos apenas recrutaria moleques mais novos no lugar. Sou a favor de que cada caso seja estudado individual independente da idade, como é em outros países.

Triste é saber que Renato tinha acabado de se formar em gastronomia, poucos dias antes do trágico dia. No nosso último encontro, ele tinha falado do seus planos para futuro, planos esses que nunca mais serão concretizados. Ver a sua mãe em prantos e sua filha desesperada no seu enterro, deu um pesar no coração, um misto de tristeza e revolta.

Renato era um cara muito gente boa, conseguia animar a pessoa mais pra baixo que tivesse contato com ele. Nas festas de família, era alegria dela. Lembro quantas vezes a gente na cozinha conversando altas besteiras... agora isso ficou na lembrança e com certeza as festas nunca mais serão as mesmas. Se eu soubesse que naquela ceia de Natal seria a última vez que veria, tinha gastado todo o tempo com ele. Mas enfim, ninguém sabe o dia que partirá deste mundo. A única coisa que posso desejar agora que ele esteja num lugar melhor e que sua família supere a sua ausência. Adeus grande amigo, nós todos sentiremos a sua falta.

Outros Trecos...