A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Meu Tio Matou um Cara


Finalmente comprei este DVD. Ele é o meu 1º nacional depois de um bocado americano e japonês. Pois é... critico os outros por não valorizar as produções brasileiras mas acabo fazendo o mesmo. Só que não queria comprar qualquer coisa, pois do mesmo modo que acho absurdo essa atitude brasileira de só valorizar o que é de fora, também é besteira ficar nesse bairrismo estúpido, olhando para o próprio umbigo com as coisas nacionais, independente se presta ou não. Esperei aparecer um com qualidade... e isso este filme tem de sobra.

A história começa quando Éder aparece na casa do seu irmão dizendo que tinha matado um homem. Duca, sobrinho de Éder, achou a história muito mal contada e acredita que ele é inocente. Ele tem certeza que o tio está assumindo o crime para livrar a namorada, Soraya, que é ex-mulher do morto. Então ele resolve por conta própria investigar para conseguir provas de sua teoria e assim, tirar seu tio dessa enrascada.

Paralelo a isso, Duca também quer conquistar o coração de sua amiga de infância Isa, mas ela parece estar mais interessada em Kid, o garoto meio disperso, mas bastante extrovertido. Tendo ajuda dos dois amigos, ele vista seu tio na cadeia, contrata um detetive e dá de cara com a tal de Soraya. Um filme muito bom que faz você ansioso a próxima cena. A 1ª vez que vi foi no cinema e não sabia nada dele, fui mais pelo nome... nem sabia que se tratava de uma comédia, só soube na hora. Tiro no escuro é muito perigoso, todavia as vezes somos surpreendidos. E isso que aconteceu com "Meu Tio Matou um Cara".

Um filme muito bom que eu não canso de assistir.

sábado, 28 de janeiro de 2012

2 Coelhos



No mesmo dia de Agamenon, aproveitei para ver este filme também. Vi por acaso o trailer dele na Internet e acabei me interessando, mesmo não de que se trata. Sou sincero: Foi os efeitos especiais (antes inéditos em produções nacionais) que me convenceu... e não me arrependo.

O filme conta a história de Edgar, um brasileiro que como maioria encontrasse espremido entre a criminalidade que age impune e o poder público corrupto que contamina o estado. Então, cansado dessa situação, ele resolve fazer justiça ao elabora um plano que colocará os criminosos e políticos em rota de colisão.

A medida que o plano é executado, pouco a pouco descobrimos as reais intenções de Edgar e o que realmente o levou a agir desta forma, principalmente uma tragédia que marcou a sua vida no passado.

Resumindo: 2 Coelhos tem uma história boa com efeitos ótimos, mas não chega a ser uma revolução cinematográfica (pode ser no cinema nacional...) e sinceramente o final, pelo menos para mim, deixou a desejar... só que não vou falar dele. Quem quiser assiste e tire suas próprias conclusões.


De qualquer forma, vale pena... eu recomendo!!!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

As Aventuras de Agamenon, o Repórter



Ha! Ha! Ha! Por mais que eu olhe na internet, só vejo galera malhando o filme... ainda bem que assisti antes de ver essas críticas negativas, pois senão teria o meu olhar meio que contaminado. Então, para defende-lo, resolvi falar um pouco dele e o porquê de ter gostado.

As Aventuras de Agamenon é uma espécie de "documentário" narrado por Fernanda Monte Negro, onde conta a trajetória desse repórter que dá ao nome a película e tem fator dominante no jornalismo brasileiro. No decorrer do filme aparece Agamenon entrevistando gente histórica ou participando de momentos importantes da história do mundo no século XX. Tem a participação de muitas personalidades brasilieras que estão interpretando elas próprias, como o caso do jornalista Pedro Bial, que na história tenta saber um pouco mais do mito "Agamenon Mendes Pereira".

A história foi baseado num personagem fictício Agamenon, criado pelos humoristas Hubert e Marcelo Madureira (integrantes do Casseta e Planeta) que a mais de 20 anos tem uma coluna com seu próprio nome no jornal O Globo. Logo no começo da publicação, a pelavra humor não era mencionada e os desavisados pensavam que se tratava de um colunista de verdade. Seus textos tinha segundas intenções que geralmente causavam muitas dúvidas, controvérsias e discussões. Será por isso que o filme foi tão recebido negativamente e está sendo tão criticado? Não sei... pode ser uma possibilidade a ser pensada, pode ter sido dos 2 comediantes.

O que eu vejo mais é um preconceito que se criou no humor do Casseta & Planeta de uns tempos pra cá, onde não precisa está todos os integrantes juntos, basta aparecer apenas um para isso acontecer. Vi algo parecido num vídeo na Internet que fizeram de uma paródia da música de Katy Perry... em que nos comentários tinha muita gente falando mal e muita dessas críticas era porque nele tinha a participação de Hélio de La Pena, outro Casseta. No caso de Agamenon, o interessante é que essas pessoas que criticaram o filme são as mesmas que idolatram Borat e Brüno: 2 filmes de Sacha Baron Cohen que tem uma linha de humor semelhante em que todos aplaudem. Vai ver porque é estrangeiro e isso já explica tudo...

Enfim, pra mim o que importa é que eu gostei do filme e não me arrependo. Tirando o final, eu gostei mais dele do que os anteriores "A Taça do Mundo é Nossa" e "Seus Problemas Acabaram!". Só acho que poderia ter sido um pouco mais elaborado, pois algumas partes está fora de cronologia... entretanto já esperava esse estilo de humor, pois conheço os trabalhos dos caras e não iria assisti se eu não gostasse.


Para quem gosta do humor do Casseta & Planeta vale a pena assistir, eu recomendo.

sábado, 14 de janeiro de 2012

10 Anos Pensando em Você...


Toda vez que sorria, alegrava algo em mim.

Nem parece, mas já faz 10 anos que eu conheço Alzerni, lembro como se fosse ontem quando a encontrei por acaso na Banca Globo e toda extrovertida veio falar comigo. Como não sei a data precisa, estou escrevendo no aniversário dela mesmo.

Tinha 21 anos, mas a cabeça de um moleque de 15... Talvez por ser tímido e ter uma criação muito protetora dos meus pais, acabou me afetando bastante na minha relação interpessoal. Muitos pensam que meu jeito anti-social é por ser rabugento, todavia isso é apenas uma "armadura" para me proteger das tristezas que a vida possa me trazer. Se bem que não adiantou muito...

Principalmente quando se conhece uma pessoa que é capaz de te desarmar apenas com um simples sorriso e te faz virar manteiga derretida. Um sorriso encantador que me fez pensar nele boa parte desses 10 anos. Só que na realidade, a história é outra...

Depois de quase dois anos eu a encontro novamente, pensei em apagar tudo que aconteceu no passado da nossa amizade e começar do zero, mas parecia que certas rasuras a borracha do tempo não apagou. Foi um encontro frio e intimidade zero, se algum dia existiu amizade, ela aparentemente deixou de existir. Acredito dificilmente irei vê-la novamente tão cedo.

A vida é assim mesmo: a gente gosta de alguém que não gosta da gente... ou não do jeito que queríamos. Ai, ai... Eu faço coleção de pessoas assim, he, he, he... entretanto com ela foi a única que tinha decidido realmente que seria diferente, mas não deu. O jeito é deixar essa parte da minha história pra trás e seguir em frente. De qualquer forma nunca esquecerei deste sorriso tão carismático que me conquistou logo na 1ª vez que a vi. Sensação assim dificilmente sentirei igual com outra garota... e nem quero.

Alzerni sempre será a única que me encantou assim...

sábado, 7 de janeiro de 2012

Imortais



Ontem de tarde, fui ao assistir este filme nos cinemas por ter achado o trailer dele muito bom quando vi. Isso foi no ano passado e não esperava dele estrear para ver. Só que assim que terminou a sessão, percebi que o filme não era lá essas coisas...

Por ser o personagem principal Teseu, quem acha que verá o seu mito nas telas vai está muito enganado, pois o único momento de referencia dela é quando ele mata um cara com um capacete de boi e anda com essa cabeça num lugar que se parece um labirinto... e só! Também é bom quem for ver não ser um profundo conhecedor dos mitos gregos, pois é capaz de ter um treco de tanto furos que a história dá. É assistir como se fosse uma liberdade poética ou uma versão, pois se os antigos poderiam fazer vários versões do mesmo tema, por que não aparecer uma versão moderna?

Na história, Teseu é um camponês e ver a sua vila invadida por exercito que pretende dominar toda Grécia. Vendo a sua mãe sendo assassinada, ele deseja vingança e parti junto com um oráculo, um religioso e 2 homens na busca do arco de Épiro antes que assassino de sua mãe, que também o quer, pegue. Este assassino que se chama Hiperião deseja esta arma para soltar os Titãs, grandes seres que perderam a batalha contra os Deuses  no episódio que foi conhecido como Titanomaquia.

Hiperião quer solta-los para se vingar do que os Deuses fizeram com ele no passado. Se isso acontecer será o fim dos homens e dos Deuses... e Teseu terá que impedir isso. E assim desenrola toda a história, com lutas belas e algumas dignas de um Dragon Ball Z. Se recomendo!? Digamos que para passar o tempo até que vale a pena.

domingo, 1 de janeiro de 2012

2012



Pois é... finalmente chegamos nesse ano que tanta polêmica criou-se em torno dele. Tantas piadas, tantas previsões, tantos filmes horríveis... foram criados pensando nessa data. Isso porque, se não tiver enganado, os Maias contaram os anos até o ano que nós estamos. E por isso criou-se toda uma mitologia em torno dele, de desastre, nova consciências entre outras coisas.

Eu por exemplo tenho 2 pensamentos a respeito: Do que realmente vai acontecer e do que eu queria que acontecesse. Bem o primeiro, o que vai acontecer é... NADA!!! Não terá nada demais nesse ano e será ano ordinário como qualquer outro. A data do fim vai passar como qualquer outra que já existiu e logo, logo estaremos em 2013. E segundo, o que realmente queria que acontecesse é... que o mundo acabe. Sim, que o mundo acabe, pelo menos para os humanos. Pois entra ano e sai ano eles continuam a brigar e nunca buscam o entendimento como alternativa. Mas acho que só pensou porque a minha vida está uma b0st@, em todos os sentidos... então não vou desejar o fim do meu mundo só porque o meu não está bem.

Na verdade essa postagem é para dizer que este ano o meu blog vai ter uma reformulação, pois alguns assuntos (ou paranóia se preferir) serão postados menos, terá uma casa (blog) específico ou deixarão de ser postados. Isso porque eu estou querendo colocar a real evidência e motivo da existência desse blog e certos temas ou estava roubado a cena ou criando dores de cabeça na vida real. E por falar na vida fora da Matriz, este ano provavelmente será o ano que menos postarei no meu blog. Isso se deve porque tenho muitas pendências que preciso resolver urgentemente e não posso adiar ainda mais... talvez nem dê, mas enfim estarei colocando a minha a cara a tapa. Bem... é isso!!!

Desejo a todos um feliz 2012!!! Que seja você o diferente e não o ano.

Outros Trecos...