A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

sábado, 7 de janeiro de 2012

Imortais



Ontem de tarde, fui ao assistir este filme nos cinemas por ter achado o trailer dele muito bom quando vi. Isso foi no ano passado e não esperava dele estrear para ver. Só que assim que terminou a sessão, percebi que o filme não era lá essas coisas...

Por ser o personagem principal Teseu, quem acha que verá o seu mito nas telas vai está muito enganado, pois o único momento de referencia dela é quando ele mata um cara com um capacete de boi e anda com essa cabeça num lugar que se parece um labirinto... e só! Também é bom quem for ver não ser um profundo conhecedor dos mitos gregos, pois é capaz de ter um treco de tanto furos que a história dá. É assistir como se fosse uma liberdade poética ou uma versão, pois se os antigos poderiam fazer vários versões do mesmo tema, por que não aparecer uma versão moderna?

Na história, Teseu é um camponês e ver a sua vila invadida por exercito que pretende dominar toda Grécia. Vendo a sua mãe sendo assassinada, ele deseja vingança e parti junto com um oráculo, um religioso e 2 homens na busca do arco de Épiro antes que assassino de sua mãe, que também o quer, pegue. Este assassino que se chama Hiperião deseja esta arma para soltar os Titãs, grandes seres que perderam a batalha contra os Deuses  no episódio que foi conhecido como Titanomaquia.

Hiperião quer solta-los para se vingar do que os Deuses fizeram com ele no passado. Se isso acontecer será o fim dos homens e dos Deuses... e Teseu terá que impedir isso. E assim desenrola toda a história, com lutas belas e algumas dignas de um Dragon Ball Z. Se recomendo!? Digamos que para passar o tempo até que vale a pena.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...