A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

segunda-feira, 30 de março de 2015

O Caso Roger X Briggs


Algo raro é eu fazer uma postagem de última hora, visto que sempre penso previamente como e quando vou postar alguma coisa. Entretanto pelos acontecimentos nesses últimos dias, resolvi dar a minha opinião a respeito de um assunto em que estão crucificando um artista por causa de sua personalidade.

Jogos dublados, algo que sempre sonhava na minha infância, acontecem hoje...

Em primeiro lugar vou falar o que penso sobre artistas que não são dubladores se envolvendo no mundo da dublagem. Penso o seguinte: se para alguma pessoa comum poder dublar tem que ter o DRT, logo ser ator, então isso devia valer para alguém famoso. Em outras palavras, os únicos artistas não dubladores que poderiam dublar seriam os atores (apesar que na real nem mesmo eles eu queria que dublassem).

Em segundo o que achei da dublagem de Roger Moreira, cantor da banda "Ultraje a Rigor: ora, como era de se esperar não está boa em comparação a dubladores profissionais. Entretanto para quem, eu imagino, nunca dublou algo na vida até que está "ouvível". Seria infantilidade da minha parte comparar com grandes dubladores da atualidade, como Ricardo Schnetzer ou Francesco Brêtas por exemplo.

Em terceiro Guilherme Briggs, o dublador por trás de toda essa polêmica, usou de má fé quando retweetou (copiando o texto e colocando RT) a suposta ofensa, colocando só o nome dele e não do cara que provocou o Roger. Além de que ele não é o exemplo perfeito para falar de aceitar críticas pacificamente se nem ele o fez em caso anterior. Que caso? Aquele em que foi criticado pela tradução de um mangá bem "tupi guaranizado".

Por isso que essa bronca em cima do cantor é infundada, visto que já era de se esperar uma qualidade abaixo do esperado por causa da experiência do mesmo. Se existe algum culpado nessa história seria quem o contratou a direção de dublagem que deixou passar como produto final.

"Fiquei 4 dias dublando a porra do jogo, sendo orientado por um diretor que aprovava o que eu fazia ou não. A própria EA, nos EUA ouvia e aprovava ou mandava observações com correções. Essas críticas, de técnicos, eu não só aceitei como corrigi. O jogo é um sucesso e recebo elogios a toda hora, muito mais do que "críticas" (na verdade, ofensas gratuitas de quem já não gosta de mim ou me inveja). Agora um bando de bunda-moles cheio de espinhas se considera técnico em dublagem só porque fica o dia inteiro jogando video-game. Parem de chorar, a dublagem é essa, fim. Foi uma escolha da EA e não minha."

Bem, na minha opinião estão querendo aproveitar a deixa para detonar o cantor, principalmente por causas de suas posições políticas. E como ele tem a fama de polêmico e de não levar desaforo pra casa, ficou bem fácil para os Haters. Tem também o lance de ele ter se envolvido logo com o "queridinho da dublagem", cujo a idolatria que existe sobre beira a quase uma religião. Ai de você falar alguma negativa dele: virão todos fãs devotos xiitas pra cima de você. Já tive experiência assim no passado e agora não foi diferente.

No mundo da dublagem são fãs mais chatos que existem...

Outros Trecos...