A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

segunda-feira, 14 de março de 2011

Linha Jardim Piedade



Eu estava devendo falar sobre esse assunto a muito tempo, mas depois do que aconteceu ontem não tem como adiar, pois aquilo foi a gota d'água. Indo para o Centro na cidade, peguei uma viagem de ônibus tão estranha que nem acreditei no que aconteceu no final dela. Mas antes vou falar um pouco mais desta linha.

É a única linha de ônibus que passa perto de casa, onde vai do subúrbio até o centro da cidade do Recife. Tirando essa linha, não tem outra que possa pegar sem me deslocar até a avenida, que dura uns 40 minutos de caminhada. Já faz 17 anos onde moro atualmente e nunca apareceu outra próxima como opção da comunidade, com exerção é claro dos transportes alternartivos, que mesmo agora regulamentados pelo município, não tenho muita confiança neles.

As empresas prometeram melhorar o transporte público assim que suas concorrentes ilegais saisse de circulação. Isso já aconteceu em 2003 e até agora não vi grandes melhorias, a não ser o fato de que elas só fazem aumentar o preço das passagens e agora também ter (ou sempre teve) motoristas ruins como o da viagem de ontem: Ele tava muito estranho, queimava as paradas diretas, deixando os passageiros bastante aborrecidos. E falando em passageiros, tinha tanta gente nesse veículo e com alguns fazendo baderna, que tava parecendo que o carnaval não tinha acabado.

Nessa viagem eu estava na minha, mesmo ouvindo tantas gritarias como o suposto roubo de uma celular e xingamentos ao condutor, não me envolvia e aproveitava o tempo para meditar. Até que de repente, olho para janela e vejo uma moto sendo imprensada pelo ônibus em que estou numa curva. Caramba! A cena depois foi tão chocante que parecia ter saído diretamente de um filme qualquer de Hollywood. O pior de tudo foi ver que o motorista nem parou para prestar assistência e continuou na sua trajetória. Logo assim que desci na minha parada, que estava próxima, fui até o local do acidente para ver se o motociclista e sua carona estavam bem. Tirando alguns arranhões e partes quebradas da moto, não aconteceu nada de grave. Tentei achar alguém para queixar da conduta do motorista, porém não encontrei por seu ser Domingo. Então, seguir com a minha vida e voltei ao caminho que eu vim fazer no centro.

Enfim, eu não gosto da linha Jardim... isso porque é um ônibus muito demorado para aparecer nas paradas e que enrola demais para sair do terminal. Foi por causa dele que perdi o começo dos últimos filmes que vi no cinema (Tá! Reconheço que sou uma macha lenta em matéria de sair de casa, porém se os ônibus saísse logo no horários certos, aí as coisas seriam diferentes...) e agora, depois de ontem, aí que não gosto mesmo...

E da empresa, menos ainda!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...