A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

A Falta de Cooperação


Estes dias que se segue, sinto uma profunda transformação para mim e minha família. As coisas parece que estão realmente andando, que tudo está indo de melhor.

Todavia certos egoísmos permanece continuar...

Por exemplo minha irmã: Ela não ajuda minha mãe, que está adoentada, em casa e há muito tempo que nem lava os pratos, com a desculpa de que estuda e não tem tempo disponível. Engraçado é que para poder sair ou até mesmo ficar dormindo ela tem. Explora muito o meu pai e não pensa direito nos outros de casa.

Meu irmão mais velho também: Sempre se fazendo de vítima, não quer ajudar nada em casa. Por está trabalhando, chega tarde e diz que tem que dormir. Só que para ficar coçando os ovos em casa vendo tevê, não tem problema... mesmo que para isso, durma tarde.

É triste, mas já fui assim... de pensar só em mim e que se dane os outros. Só que, antes tarde do que nunca, percebi que isso não leva a nada e só traz decepção. Vi quanto tempo perdi e que isso é um pensamento muito do mesquinho! Agora, hoje, tento mostrar para os meus irmãos que se pode (ainda) mudar e perceber a beleza de que é uma união familiar.

Sinto que isso só prejudicou a todos.

Acredito que se minha família fosse tão estruturada, muitas coisas poderiam ser diferente... como por exemplo, minha auto estima: Sofri muito que acabei não amadurecendo tanto. Agora tenho aguentar menina chata querendo dá conselho que mal saiu das fraldas ou de individuo imoral querendo dá lição de moral, sem tem moral alguma para isso.

Vejo uma lacuna na vida se transformando em fraqueza para os outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...