A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Brasil Anime Clube


Continuando as minhas idas para eventos de animes, deparo com Brasil Anime Clube, que aconteceu na Faculdade Maurício de Nassau numa homenagem aos 25 anos de Cavaleiros dos Zodíacos. Soube de sua existência no Omake, numa divulgação aparentemente grandiosa. Afinal, trazer de uma só vez para o Recife os 5 dubladores dos heróis principais mais o dublador de um dos grandes vilões da série, com certeza seria um grande acontecimento e oportunidade para conhecer esses grandes artistas. Mas para minha infelicidade, o sonho se tornou pesadelo a medida que chegava na Faculdade no 1º dia do evento.


A programação que vi pela internet e até nos poucos papeis que tinha espalhados no local não estava acontecendo, como o exemplo da oficina de dublagem que Hermes Barolli, dublador do Seiya, iria fazer. Também a palestra que teria com Ulisses Bezerra, dublador de Shun, no mesmo dia não aconteceu. Aí tudo bem, pois imprevistos acontece, entretanto não foi explicado em local algum (site, comunidade ou até mesmo no evento) o motivo dessa ausência. As salas de eventos como jogos, karaokê e pistas não tenho nada o que reclamar, apesar de não ir para evento para curtir elas... entretanto as de exibições volta e meia aparecia fechada com o aviso de papel de caderno estampado na porta, com a promessa da volta dos responsáveis... porém voltar que é bom, nada! E quando aparecia aberta, acabava as exibições muito mais cedo, como a sala de Cavaleiros que estava previsto durar até 19:00 hs, mas nem chegava as 18:00 e já estava fechando. Resumo do Sábado: Não foi o que esperava, mas tudo bem... sou uma pessoa difícil de agradar e talvez era eu que não estava vendo as oportunidades. Voltei para a casa torcendo que Domingo fosse melhor... doce ilusão!

No dia seguinte, cheguei cedo para aproveitar melhor o evento. Vi algumas salas de exibições abertas e fui assisti Cavaleiros do Zodíaco em episódios antigos com a dublagem da Gota Mágica no auditório. Foi divertido, pois deu para matar a saudade da minha infância. Porém, a exibição foi paralisada para arrumação do auditório da atração que aconteceria em uma hora. Tudo bem... sair numa boa e fui para a sala que estava tendo exibições de Cavaleiros no dia anterior. Tinha uns vídeos chatos e resolvi sair. Encontrei com os meus amigos, conversamos bastante e depois fui dá circulada no evento, voltando para o auditório que estava uma multidão entrando e lotando a sala. Não pensando 2 vezes, fui para dentro e descobrir que era porque os dubladores que iria aparecer por lá. Logo percebi que o local era estreito e não suportaria acomodar todo mundo, que por sinal muitos eram mal educados ao extremo.


A tal palestra dos cavaleiros, que era uma mistura do que devia ter acontecido ontem, começou toda zoada e não dava entender nada. Vendo que a comunicação tava horrível, os organizadores tiveram a infeliz ideia de criar uma fila de autógrafos naquele lugar. Foi terrível, pois era perceptível que as coisas não está seguindo cronograma e tudo era decidido de última hora... eu tentei tirar uma foto de divulgação para colocar aqui no meu blog, mas eram tão chatos organizadores que não deixavam. Depois a noite, resolveram de levar a palestra mal sucedida para um palco aberto, que teoricamente parecia ser bem melhor do que o auditório nanico. Todavia o lugar não ajudou e o acesso ficou ainda pior, com todo mundo parecendo uma lata de sardinha tentando ver os dubladores... decepcionante!

O que era perceptível no 1º dia e ficou evidente no 2º é que este evento foi muito mal organizado, com alterações na programação de última hora e promessas vazias, como por exemplo da que os dubladores mais tarde iriam dá mais autógrafos e fotos. Ou seja, os dubladores (que não era nem 1 ou 2... e sim CINCO!!!!!) mereciam um local mais adequado para receber os fãs... total falta de respeito para com ambos! Nada contra a Maurício de Nassau, que achei o lugar ótimo, porém evento com essa importância devia ter sido feito no Centro de Convenções da UFPE. Cavaleiros pode não ser a melhor representante de animação japonesa que existe no mundo, entretanto para o Brasil ela tem uma grande importância pois graças a essa série que muitos de nós estamos mais ligados a essa cultura atualmente. É uma pena que as devidas homenagem não aconteceu aqui. A única falta digna de ser perdoar foi ausência do Francisco Brêtas, dublador de Hyoga, pois estava ocupado com sua nova peça de teatro... o que não foi tão sentida, pelo menos para mim, porque já tinha visto ele no Anima Recife.

Sinceramente senti uma vergonha alheia por Pernambuco fazer um evento com essa importancia feito nas coxas. E pior de tudo é que nem o organizador e nem seus seguidores cegos tiveram a coragem e a humildade de pedir desculpas pelos contratempos. Ainda bem que nem todos eventos de Pernambuco são assim...

Agora é só aguardar o próximo do ano!

Um comentário:

  1. E isso aí, Big! Tem que colocar a boca no trombone, porém, o que me deixou mais decepcionada foi a galera remover todas as críticas, e agir como se nada tivesse acontecido.

    ResponderExcluir

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...