A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

domingo, 15 de maio de 2011

Vesak



Hoje teve uma festa no templo budista. Mas não uma festa qualquer, pois se tratava o aniversário do fundador do budismo: Sidarta. Esta festa já tinha falado dela no ano passado, porém só foi desta vez que descobri o seu verdadeiro nome da festa.

Sidarta foi um princípe da índia que, descobrindo as mazelas do mundo, resolveu renunciar seu trono e suas riquezas para viver uma vida altruísta. Ficou conhecido com Buda Shakyamuni.

Foi uma cerimônia muito legal, apesar que acabei dormindo nas apresentações de mágicas, artes marciais, entre outras. Mas pelo menos desta vez eu consegui acompanhar o pessoal e fala os sudras igualzinhos, he, he, he... quem perdeu, prometendo aparecer e não foi, vacilou!! Pois foi muito bom e agora só no ano que vem... mas acredito que mesmo assim não irão e no próximo e no próximo. Por isso nem vou chamar mais, perda de tempo.

Eu não tenho religião definida, tanto que frequento em vários tipos que existem na minha cidade... por gostar das cerimônias, de suas histórias e as mensagens que elas passam para humanidade. Agora, se por acaso eu tivesse que escolher uma para seguir 100%, com certeza seria o budismo, por ter uma identificação muito grande com essa crença religiosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...