A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

sábado, 3 de abril de 2010

Quase Monge...


Não consigo me reconhecer no espelho...

Hoje acordei (se é que conseguir dormir) muito triste. Pois uma coisa lamentável aconteceu e não tive como evitar... pelo menos não do jeito que eu queria. Então decidi fazer uma coisa que a 15 anos não fazia: Cortar o meu cabelo bem curto.

Foi muito estranho, pois eu tinha tanto carinho pelo meus cabelos e desfazer do nada foi muito difícil, tive que pensar várias vezes... e como as últimas tentativas de alisar ele não tinha funcionado direito, além de que tava todo maltratado e curto em alguns cantos, resolvi que chegou a hora de fazer esse tipo de corte.

Só que não era o momento, pois estava pensando em fazer esse corte somente daqui a 2 anos. Era um segredo meu que não revelei a ninguém... até agora!! Todavia, com os acontecimentos relativamente ruins que passei nessa madrugada, achei bem em adiantar o processo. Talvez para ver se me animava um pouco ou fazia esquecer de uma certa pessoa. Engraçado é que minha avó queria tanto que eu cortasse o meu cabelo e eu era contra... pois bem, ela se foi e não chegou a me ver já homem de cabelo curto. é triste isso...

Não sei se usarei assim a parti de agora ou deixarei o cabelo crescer mais uma vez... só sei que não irei mais programar mais nada na minha vida. Chega de viver realidades alternativas.

Gasta tempo e energia que se torna inútil...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...