A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

domingo, 11 de abril de 2010

Aventureiros do Bairro Proibido



Hoje finalmente vi este filme que comprei a 2 semanas. Eu estava sem tempo e meu irmão só ficava enchendo o saco para ver.

Este filme marcou muito minha infância, pois ele passou na tevê na mesma época que meu pai tinha comprado o vídeo cassete, numa época que era difícil que só ter um. O do meu pai por exemplo, foi adquirido na forma de consórcio, ou seja, ele pagava uma parcela junto com outras pessoas e a cada vez, sorteava um videocassete para ver dos pagadores quem levava o bicho correspondente daquele mês. ( nem sei se isso ainda existe...)

Acho que meu teve sorte... eu acho!! Não me lembro se ele foi o 2° ou 3°... enfim, só sei que a época coincidiu com a exibição deste filme na tevê. Lembro-me daquela época que com o videocassete, se gravava qualquer besteira e por causa disso, não tinha fita para esta película!! Tanto que a gravação, que nem sei se ainda presta das VHS mofadas que tem lá casa, foi em 2 fitas: 1° parte no resto de uma e a 2° parte no resto da outra... que onda!

O filme contava a história de caminhoneiro chamado Jack Burton, uma valentão que não gostava de levar desaforo para casa. Só que, ao entrar em Chinatown, ele quase se f...!? Ele se envolve com seres não naturais: Espirítos, demônios e por aí vai!! Tantas encrencas que só com ajuda de mestre chinês (sempre um mestre chinês...) e assim combater o mal e blá, blá, blá... ainda teve ajudar um amigo chinezinho com cara de Xororó a recuperar a noiva sequestrada, que tinha olhos verdes e de chinesa mesmo não tinha nada... aparentemente.

Bem... alguém que não viveu os anos 80 e ler o que falo a respeito desse filme pode achar que não passa de porcaria de filme. Bem... a única coisa que posso fazer é concordar em dizer que está com razão: O filme é uma porcaria. Só que não é uma porcaria qualquer... e sim:

"A PORCARIA"!!!

Acontecesse que este filme me diverti bastante vendo várias vezes que não posso deixar de gostar dele. Sinceramente ele tem elementos mitológicos que foram praticamente a base de Mortal Kombat: Aposto que Ed Boom e John Tobias se inspiraram na película para fazer o game. Tanto que acho que foi por causa disso que comecei a jogar este jogo. Ainda farei uma tese provando o meu ponto de vista, he, he, he... e o bom que o DVD tem a mesma dublagem dos anos 80, tava com medo que não fosse... só não gostei por ter muita coisa em inglês e não poder ler os textos extras que tem por lá. Afinal, essa versão é do Brasil e devia ser traduzida.

Enfim... uma boa desculpa para começar a estudar inglês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...