A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Pensem no que quiserem...


É o lema que eu devia seguir, mas não sei porque ainda teimo em não fazer.

Ontem de noite, liguei para um "amigo" para criticar sobre uma possível brincadeira sem graça que poderia ter feito a minha pessoa. Confesso que devia ter questionado antes de começar a discussão logo julgando, porém pelos seus antecedentes, não estranharia se ele de fato tenha feito. Engraçado que eu ía fazer uma ligação rápida, mas demorou quase uma hora... e de acusador, virei réu!?! Eu ainda não sei como deixo as pessoas fazerem isso comigo, por mais que tenha razão na maioria das vezes, sempre fico aparecendo como um mané!

Falta de "pulso firme" na hora de mostrar a minha opinião.

Só que foi bom ter feito essa ligação, pois assim percebi como este indivíduo é muito boçal e tem uma ideia errada sobre mim, ou melhor, quer ter essa ideia errada. E de todas as baboseiras que falou, tem uma que tenho que dá razão para ele:

"Numa brincadeira, sempre tem um fundo de verdade."

Realmente tenho que parar de fingir e admitir que sou bom mesmo quando sou preguiçoso, mas se eu mostrar toda minha capacidade, o melhor eu não sou... porém fico entre os melhores. Quer ele aceite ou não, isso é fato! Na verdade ele pode pensar no que quiser como todo mundo.

Não preciso provar a ninguém a não ser eu mesmo.

O resto é resto...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...