A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

segunda-feira, 11 de julho de 2011

HORS-LA-LOI


Acho que já faz quase um mês, mas mesmo assim tenho que falar sobre esse filme por 2 motivos: Ele foi o 1º filme que assisti no antigo Cinema São Luiz, que agora está sendo administrado pelo estado. E o 2º motivo é que a sua história é muito triste e muito envolvente. Nela conta o destino de 3 irmãos, que por terem sido forçadamente retirado de suas terras, cada um toma um caminho diferente.

Bem este cinema é bem antigo, o único que sobrou de um tempo que o centro da cidade era cheio deles e não existia os tais multiplex nos shoppings. Começaram a fechar um por um, sobrando só o São Luiz até que anos depois acabou fechando também... e como nunca assistir coisa alguma por lá, pensei que eu levaria essa frustação para o túmulo.

Voltando ao filme, cada um dos irmãos segue o seu destino para sobreviver, onde um é politizado, outro tem seu próprio negócio e o outro é soldado o da força aliada.

Sabe, as vezes reclamo e muito da vida sem ao menos ter (tanto) motivo para isso. Fico questionar porque as coisas não acontece como eu espero... mas não corro atrás e mesmo assim, não estou passado por necessidades. Agora, no caso dos 3 irmãos, você ser usupurpado, lutar pelos seus direitos e pior, não saber se suas conquistas chegará a ver sendo concretizada... isso sim que é sofrimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...