A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Zé Bob


Uma tragédia inesperada aconteceu nessa madrugada: O meu gatinho chamado Zé Bob apareceu em casa se debatendo. Eu junto com minha mãe e irmã tentamos salvar a sua vida, porém o triste fim foi inevitável.


Zé Bob era um bichano único, tinha uma maneira única de agir. Falador, costumava ter altos papos com o meu pai, que posso dizer com certeza que era quem ele mais gostava. Lembro da noite anterior ele dormindo inocentemente numa almofada que tem em frente a tevê, mal sabia que era a sua última noite.


Foi muito triste perder um grande amigo assim, que vale muito mais do que muitos humanos que conheço. Vá em paz velho amigo... se existe vida após a morte, quero muito te encontrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...