A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

sábado, 25 de julho de 2009

Será que o galo queria morrer?!



Hoje... mataram um galo na casa do meu avô. Mataram o galo pra comer! Que fez isso foi meu Tio. Coitado do bicho... e pensar que cheguei a ver ele todo feliz vivo comendo milho e derivados... e agora depois só é um cadáver.

Não tive coragem de ver ele matando, mas cheguei ouvir os gritos de agonia do animal e depois o seu último suspiro. Quiseram me oferecer um pedaço, mas não tive coragem... muito nojento! Apesar de ainda comer carne, achei uma morte desnecessária pois tinha muitas na geladeira... enfim, não estou aqui para julgar ninguém. Estou refletindo em cima da vida do galo: Vive pra seu dono, fertiliza os ovos da galinha pra produzir pintinhos e ganha como prêmio ser comido na panela, credo!

Não sou vegetariano, mas pretendo ser... não tão hipócrita e radical como vegans, mas vou dizer que vendo a morte de um bicho desses, a vontade de ser até que aparece, he, he, he... só que meu objetivo principal de deixar de comer é pela saúde, pois acredito que o alimento vegetal é mais saudável que o animal, pois este último torna-se um veneno ao está próximo da morte. Que esta entidade viva tenha mais sorte na sua próxima vida...

E pensar que meu signo chinês é galo... ai!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hei! Cuidado com que você vai comentar...
Posso também vomitar na sua cara, infeliz!!!

Outros Trecos...