A LONGA CAMINHADA (Não Necessariamente Para o Oeste)

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

O Motivo REAL de Não Ter Um Celular


Sinceramente esse tipo de conversa não quero ter...

Algo que estou cansado de responder e que volta e meia alguém vem e pergunta é o porquê de não ter celular. Sempre uso a desculpa de não querer ser encontrado e blá, blá... Mas agora vou dizer de uma vez por todas o REAL motivo.

Bem, o motivo verdadeiro que eu não quero um telemóvel é para não ter a certeza de que eu já tenho: ninguém vai ligar. Ora, pra que vou ter um se é quase 99,9% de chances de que não terá alguém que ligue pra mim? Eu tenho o fixo que é o mesmo número desde o início dos tempos e ninguém liga.

Entretanto, esse não é o único motivo que faz não ter um celular. Tem também aquele de ser ignorado.

Tive uma experiência terrível em que a pessoa que eu muito precisava falar simplesmente não atendia um telefone celular que estava usando, mesmo sabendo previamente que ligaria, colocando de propósito em sua caixa postal. Ser ignorado já basta nas redes sociais e na própria vida, eu não preciso de mais um meio de comunicação pra saber que as pessoas simplesmente não se importam.

Pode parecer papo de derrotado, "Forever Alone"... mas essa que é a verdade: eu não vejo necessidade de ter um telefone só para ostentar que tem. Além do mais, eu já uso um dos celulares de meu pai quando é preciso ser encontrado, o que é bastante raro. Ou seja, a justificativa maior para se ter um, que é falar com os meus familiares, já foi resolvido. A mídia e a sociedade em geral vende a ideia que hoje em dia as pessoas não conseguem viver sem celular e as pessoas compram. Antigamente as pessoas viviam, por que não agora?

Eu não tou dizendo que nunca terei um, não sou tão radical assim. Talvez quando sentir que preciso realmente para trabalho ou coisa parecida, não pensarei duas vezes para adquirir um.

Entretanto até lá, fico uma pessoa... Digamos... "Livre".

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Ela é Demais Para Mim


Um mané com uma gostosa: já vi isso...

Ano novo, postagem nova... E essa aqui é de um filme que assisti ontem na tevê. Na verdade eu já tinha assistido ele faz tempo, mas desta vez eu peguei do início. É sobre um zé mané que pega uma gostosa. Na história, Kirk é um segurança de aeroporto que tem poucas perspectiva de futuro. Depois passado 2 anos, ele tenta voltar para antiga namorada que já mantem outro relacionamento e o esnoba miseravelmente.

Conformado com a ideia de que ele não é o tipo de homem com que as mulheres possa se atrair, algo estranho acontece quando se depara como uma linda loira que cruza seu caminho e por causa de um celular, começar a entrar na sua vida e acaba se apaixonando por ele. O problema que sua insegurança pode coloca tudo a perder. E aí que começa toda confusão da película, com os familiares não acreditando na possibilidade e ao mesmo tempo os amigos dele tentando ajudar na relação do casal.

A história não é uma obra de arte, mas dar para se divertir muito bem. No meu caso, além de curtir, eu também me identifiquei muito com o protagonista, por ser também um Zé Mané. Já teve certa vez na minha vida que uma menina bonita me elogiou e eu fiquei todo sem graça. Com certeza perdi muito oportunidade por ser assim. E isso acontecer não é questão de feiura (que admito que sou um pouquinho) e sim de autoestima: isso que faz qualquer pessoa não ter um bom relacionamento, mesmo se o cara for bonito.

Eu gostei do filme porque ele realmente fica com a gostosa no final (Spoiler!? Azar o seu de quem tá lendo!!) e não com alguma amiguinha mais ou menos que ajuda ele e que na verdade era o amor de sua vida... Não que tenha uma amiguinha na história, mas geralmente esses filmes tem um personagem assim. Pensando bem... Acho que já teve um filme parecido que fica com a boazuda, um tal Namorada de Aluguel.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Esquecer


Sabe, este ano foi muito complicado, não só na minha vida como de todos, especialmente aqui no Brasil. Parece que 2014 veio de um jeito para nunca mais esquecido. Eu não tenho como esquecer.

Amizades destruídas, expectativas frustadas, desânimo total... 2014 praticamente me atropelou.
Pela primeira vez eu me sinto velho e cansado, é como se todos os anos de vida começasse pesar nas minhas costas. Mas não posso parar, não posso desistir de tudo que já sonhei.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Vovó... 5 Anos


Minha avó no hospital 5 anos atrás, vítima de pneumonia.

Sabe, hoje em dia é meio clichê dizer que o tempo tá passando rápido... Mas tenho que confessar que desde que minha avó partiu, parece que tá passando mesmo.

Lembro bem do seu velório, eu até então com 29 anos, tinha sentido que minha vida naquela hora precisava tomar um rumo ou então cairia de vez no ostracismo e na negatividade. 5 anos depois... Dito e feito: não tomei o rumo como planejei e hoje estou numa decadência terrível, os problemas que existia naquela época eram pinto perto dos que estou passando no momento.

Pra dizer a verdade, os meus problemas naquela época era só preguiça. Não tinha o que reclamar... mas agora eu tenho e... muito!! Triste isso...

Minha avó era uma boa pessoa, meio grossa, mas era seu jeito de demonstrar amor. Ajudou muita gente, muita gente mesmo, não só da família. Pena que no fim da vida muita gente quis trata-la mal ou ainda passar a perna, e o mais triste gente da própria família. Aí nessas horas eu fico pensando: É isso? As pessoas que se importam com as outras são esquecidas? Que bom mesmo são aquelas que só pensam em si e que tá pouco se lixando pelos outros? Não vou mentir, tem vezes que eu fico tentado a agir assim, mas aí eu lembro que só seria mais um. Temos que seguir os exemplos bons, e a minha avó é um deles. Pode a vida só tacar pedra, mas em troca eu mando flores, e é isso que vou fazer.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

No final é tudo Sexismo


Já imaginou alguma vez se aquilo que você defende e aquilo que você combate são na verdade a mesma coisa? Pois é isso que acontece com machistas e feministas se digladiando pela a web afora. Esqueça as ideologias, o que cada um pensa sobre as ideias do outro. Se você for sincero consigo mesmo e tentar um olhar imparcial, verá que as brigas são nada mais que uma "guerra dos sexos", de qual sexo manda no outro... Que nem aquela novela da Globo, que aliás teve um remake faz pouco tempo.

Aí alguém pode mencionar "É, mas existem homens feministas e mulheres machistas". Sim, existem, mas quanto a esses eu digo que são tipo mercenários, he, he, he... Brincando! Agora falando sério: sim, existem, porém é como eu disse, para esquecer as ideologias e verá que é como falei. E a longo da postagem irei explicar.

Machismo e Feminismo são 2 lados da mesma moeda chamada Sexismo
No decorrer do ano eu coloquei a minha opinião sobre o feminismo, machismo, femismo e por último masculinismo. Bem, agora digo que tudo isso é a mesma coisa: sexismo. O sexismo seria como um coração e cada ismo que mencionei fosse cada parte dele (Átrio direito, Ventrículo Direito, Átrio Esquerdo e Ventrículo Esquerdo...), só que nesse caso é como cada Átrio ou Ventrículo se odiasse.

Não tem nada de patriarcado, matriarcado... ou algo parecido. O que temos mesmo é uma sociedade em que impõe para o homem e para mulher como cada um deve ser, uma sociedade sexista. Uma sociedade que você deve ser de maneira X e o outro de maneira Y, e quem não for de tal maneira, está indo contra a sua natureza. E nesse modo de pensar existem tanto homens e mulheres que se favorecem e também homens e mulheres que se prejudicam. Talvez por isso que se associam muito o machismo com o sexismo, porque a base do machismo é a divisão de papéis, que aliás foi de muita importância para nossa sobrevivência no passado. A questão é que o mundo se modernizou e certas tradições estão um pouco datadas. A luta pela igualdade (que aliás existia muito antes do feminismo, vale salientar) começou a surgir no decorrer das décadas. Um exemplo é a Revolução Francesa, que tinha como lema "liberdade, igualdade e fraternidade" que inspirada no Iluminismo.

Acontecem que igualdade 100% é utópica, visto que a natureza já propôs papéis fundamentais cada sexo, entretanto em essencial todos nós temos características dos dois sexos, assim como aquele mito grego da hermafrodita. O feminismo que se diz lutar pela igualdade, na verdade quer inverter os papéis, como já falei anteriormente em outra postagem. Olha, eu já fui acusado de machista, feminista... Mas não sou nenhum dos dois, muito menos seus derivados masculinista e femista. Acredito numa igualdade verdadeira, sem nome específico, que ver todos como unidade, como se é de fato.

E pensar que tudo começou com este vídeo...


E com essa postagem eu encerro este tema de vez, eu acho... Talvez caso no futuro seja necessário tocar no assunto, eu farei, entretanto até segunda ordem, essa será a última postagem que faço sobre sexismo, o verdadeiro mal da nossa sociedade que tantos homens e mulheres deveriam combater, ao invés de fica perdendo tempo com um dos seus filhos siameses. Para, que já tá chato isso!

domingo, 21 de dezembro de 2014

E o vlog? [PILOTO]



Depois anos procrastinando, minha primeira tentativa de fazer um vlog (ou não). De forma bem rústica, não sei se esse será o formato final, mas... tá aí!!


Olhando bem, cara! Nunca tinha reparado como sou tão feio. 

Ha, ha, ha... Agora cumpro uma promessa de uma sugestão feita pela amiga Polly Queiroz. Vamos ver se vai pra frente ou se vai ficar só nesse... Só tenho dirá!

E falando em vídeo, tenho que colocar o da Feira Japonesa deste ano, que o evento já aconteceu a bastante tempo e ainda nem comentei, estou atrasado. Vou ver se coloco ainda esta semana.

Vídeos do Senhor Bigghu

Loading...

Big Lui em outros lugares... (WordPress)

Big Lui em outros lugares... (Tumblr)

Outros Trecos...

  • Ashley Juggs - Mais uma peituda entrando nos quarenta. Apesar dessa cara de indiana, Ashley é americana. Essa deliciosa morena é uma bela de uma mistura de sua mãe jama...
    Há uma semana
  • Trabalho da Sobrinha sobre Carnaval - O Carnaval é uma festa que antecede um período de jejum de 40 dias até a Páscoa. Uma festa popular que sua origem vem da Grécia que era em agradecimento ...
    Há uma semana
  • Desventuras Cibernéticas - Depois de muito tempo volto a escrever aqui. E venho trazendo mais uma parte das Desventuras (projeto não tomou a forma além das ideias): Cibernéticas. ...
    Há 3 semanas